Aulas online estão a ser bombardeadas com pornografia!

Numa altura de pandemia e em que nos estamos a habituar a novos estilos de vida, sobretudo por estarmos mais retidos em casa, eis que tudo parece acontecer. Soubemos agora que utilizadores mal intencionados estão a entrar nas aulas online e nas reuniões de empresas e começam a mostrar pornografia, imagens fortes de acidentes e tudo aquilo que possa impressionar quem está a ver.

Aulas online estão a ser bombardeadas com pornografia!

Um dos principais objetivos disto é capturar a reação das pessoas que estão a assistir e depois publicar os resultados nas redes sociais. Isto é apenas um dos muitos exemplos de problemas que estão a acontecer como resultado da forte adesão às aplicações que nos permitem comunicar por vídeo online.

Embora isto seja uma questão menos grave, comparativamente aos ataques informáticos onde se rouba muito dinheiro, acaba sempre por causar constrangimentos. Tanto no caso das aulas, como no caso das reuniões de empresas que são interrompidas e que já estão a passar por diversas dificuldades pelos problemas que estamos a viver.

Aulas online

Uma das aplicações que tem sofrido mais ataques é o Zoom. De facto, esta app já foi descarregada mais de 50 milhões de vezes na Play Store.

Quanto aos problemas que estão a acontecer e especialmente no caso concreto do zoom, esta empresa lançou correções para diversas vulnerabilidades no ano passado, algumas que permitiam aos atacantes descobrirem e infiltrarem-se em reuniões. No entanto, parece que este problema continua.

Este problema é transversal a qualquer parte do mundo. No entanto, nos Estados Unidos, a prevalência tem sido tão forte que até o FBI já se envolveu nisto.

Entretanto para além de imagens e vídeos pornográficos há outros problemas que estão a acontecer. Uma pessoa não identificada entrou dentro de uma aula que estava a decorrer, disse algumas coisas menos simpáticas ao professor e revelou a morada pessoal dele.

Entretanto os conselhos para isto não acontecer são simples.

Em primeiro lugar estas reuniões ou aulas não podem estar como públicas. Para além disso deve-se evitar a todo o custo partilhar as ligações em redes sociais. É também necessário ter-se cuidado com as opções de partilha de ecrãs. Ou seja, não podemos dar permissões a todas as pessoas. Faça sempre as atualizações das aplicações que está a usar.

Fonte

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário