Asus Zenfone 3: Excelente relação qualidade/preço

10721
2
Share:

Vencedor do Computex 2016, o Zenfone 3 é, atualmente, um dos equipamentos da marca asiática Asus que mais vende a nível global. Na realidade, o Asus Zenfone 3 é o sucessor do também bem-sucedido Zenfone 2, que para a marca significou uma aposta de risco onde o argumento principal passava por colocar no mercado um equipamento de média gama com características muito interessantes (RAM e armazenamento acima do normal) a um preço equilibrado.

O Zenfone 3 vem, mais uma vez, preencher este espaço de gama média e chegou finalmente aos nossos laboratórios de testes tendo estado ao longo de várias semanas a ser usado como equipamento de utilização regular.

Na embalagem

O Asus Zenfone 3 vem acompanhado de uns auriculares estéreo, quatro “borrachas” para os auriculares, carregador e um cabo USB Tipo-C. O equipamento vem ainda “apetrechado” com um pequeno manual de instruções e certificado de garantia, que neste caso, é de dois anos na europa.

Primeiras impressões

O Asus ZenFone 3 é um smartphone onde se destaca o seu design premium, apresentando um ecrã de 5,2” Super IPS+ Full H e 600nits de brilho. Acompanhado de uma moldura muito fina e compacta, possui um rácio estrutura/ecrã de 77,3% para uma área de visualização maximizada.

A parte frontal e traseira deste telefone, são criadas com base na tecnologia Corning Gorilla Glass 3, ou seja, uma tecnologia que dota o equipamento de maior resistência aos riscos, e colocam em destaque linhas com contorno 2,5D, ligeiramente curvas, que tornam as laterais do telefone mais suaves e confortáveis quando se segura.

Acima do ecrã, está localizado o auscultador, a câmara frontal e um pequeno LED que serve para apresentar as notificações. Na parte inferior do ecrã, e já fora da área útil, estão localizados os três tradicionais botões característicos do Android.

Na lateral direita estão localizados todos os outros botões: On/Off e volume. No topo do equipamento fica uma ligação de jack de 3,5mm, sendo que no lado oposto, está localizada uma coluna de som e a ligação USB tipo C que permite ligar o equipamento a um computador ou ao carregador de energia.

No lado esquerdo está apenas disponível o slot de colocação dos cartões: um nano SIM (que neste caso pode ser trocado por um cartão de memória micro SD e um cartão micro SIM.

Finalmente, na traseira do equipamento, está localizada a câmara digital de 16 MegaPixeis, um flash LED, um laser de auxilio à fotografia e um sensor de impressões digitais.

Experiência de utilização

O Asus Zenfone 3 mantém aquilo que de bom tinha o seu antecessor, o Zenfone 2, apresentando um ecrã Full HD IPS de 5,2 polegadas com tecnologia Corning Gorilla Glass 3. Este ecrã apresenta uma qualidade de imagem muito boa, com cores bastante vivas e apelativas, e que são visíveis em qualquer situação, seja em situações de exposição sob luz solar direta ou não.

Ao longo dos testes efetuados, percebemos que o desempenho do Zenfone 3 é excelente, muito por culpa do processador octa-core Qualcomm Snapdragon 625 — o primeiro smartphone Snapdragon 600 Series com tecnologia de processamento de 14nm FinFET, e que permite ter um controlo do consumo energético bastante acentuado. Este processador, que é o mesmo do Huawei Nova, oferece um desempenho muito responsivo sem apresentar bloqueios e de uma enorme fiabilidade.  Mais uma vez, devemos notar que para o excelente desempenho que se obtém com este equipamento contam, e muito, os 4 GB de memória RAM.

Abandonando o design “Ergonomic Arc” característico do Zenfone 2, o Zenfone 3 apresenta-se com umas linhas direitas com os cantos arredondados e com uma espessura que o tornam muito confortável ao toque. É igualmente mais leve que o seu antecessor, o que lhe garante ainda uma maior facilidade no transporte. Por outro lado, e que acaba por responder às criticas que lhe foram apresentadas, o Zenfone 3 passou a ter novamente os botões de ligar/desligar e volume na lateral, deixando de lado a utilização destes recursos na traseira do equipamento, dando assim lugar nesse espaço ao sensor biométrico.

No que ao som diz respeito, o Zenfone 3 apresenta uma excelente qualidade sonora, seja ela na reprodução de conteúdos multimédia (como vídeos e musica) seja na própria utilização do equipamento durante as chamadas mesmo no sistema de mãos livres que pode ser facilmente ativada. Mais uma vez, o facto de a ligação aos auscultadores ser no topo do equipamento acaba por ser útil, em particular, para quem usa o equipamento no bolso das calças, podendo assim, por exemplo, na audição de musica através dos auriculares, evitando-se que o equipamento seja colocado numa posição invertida.

A camara fotográfica principal é dotada da tecnologia PixelMaster 3.0. Esta tecnologia, para quem não sabe, permite conjugar o software e hardware de forma a proporcionar resultados fotográficos de qualidade mesmo em situações de pouca luz. Ainda em relação à camara fotográfica principal é capacitada pelo sensor Sony IMX298, lentes Largan com seis elementos e uma abertura ampla f/2.0. O rastreio TriTech com autofócus para distâncias variáveis e iluminação clara consegue proporcionar focagens rápidas que, segundo a marca asiática, podem ser obtidas em apenas 0.03 segundos. Uma nota ainda para o facto da camara possuir uma estabilização ótica e eletrónica que permite que sejam obtidas imagens focadas e com isso excelentes resultados.

Como sistema de segurança, optámos por configurar o Zenfone 3 para responder à nossa impressão digital, tirando partido do sensor biométrico localizado na traseira do equipamento, e que, no nosso entender, perfeitamente adaptado à forma como agarramos no smartphone tornando-se extremamente fácil de usar. Neste sistema conseguimos confirmar que este sistema de proteção é extremamente fiável e rápido na resposta, e também aqui constatamos que a Asus fez um bom trabalho.


Software

O ASUS Zenfone 3 inclui a última geração da interface ASUS ZenUI, com a versão 3.0 do software. Nesta nova versão da interface do software da Asus é notória a evolucao, apresentando-se ainda mais eficiente e intuitivo que geração anterior do ZenUI. Os ícones modernos, as cores vivas, animações e os diferentes toques mantem-se nesta geração da interface da Asus, num claro sinal de evolução em que a marca optou por manter o que de bom estava feito e de melhorar o que havia por melhorar e otimizar.

Destaque para o Game Genie, uma nova funcionalidade integrada neste ZenUI que permite aos jogadores conseguirem, de forma fácil, gravar e partilhar em vídeo a sua experiencia gaming. Esta partilha pode ser feita tanto para o Twitch como para o Youtube. Além disso, o Game Genie otimiza o sistema para o jogo garantindo assim o melhor desempenho e gráficos enquanto se joga no Zenfone 3.

O Android 6.0 é a versão do sistema operativo do Zenfone 3, no entanto durante estas semanas em que o equipamento esteve na nossa posse, tivemos a agradável surpresa de receber o upgrade para o Androi 7.0 Nougat. Esta atualização chegou de forma automática através de uma simples notificação bastando aceitar o processo para que tudo decorresse sem problemas.

Benchmark

Como é tradicional nos nossos testes a smartphones, optámos por usar o popular software de Benchmark Antutu. Nos testes efetuados obtivemos uma classificação de 63254 pontos, um resultado bastante interessante e que coloca o Zenfone 3 numa boa posição quando comparado com outos equipamentos deste segmento.

O ASUS Zenfone 3 possui uma bateria de 3000 mAh, garantindo uma autonomia pouco usual e que varia, em média, entre um dia e meio e dois dias dependendo da utilização. Se a utilização for intensa (com muitas chamadas, ligação 4G de forma permanente e jogo) a bateria é capaz de se aguentar ao longo de um dia inteiro, se tiver uma utilização moderada é possível obter uma autonomia que pode chegar aos dois dias sem grande dificuldade.

Autonomia

O Zenfone 3 possui suporte a carregamento rápido, conseguindo carregar, por exemplo, cerca de 60% da bateria em pouco mais de meia hora sendo que a carga completa deverá estar finalizada em cerca de hora e meia.

Conclusão

O ASUS Zenfone 3 apresenta-se como um digno sucessor da geração anterior com inúmeras melhorias, tanto ao nível do design, hardware e, claro está, do software.

Com um toque muito suave, o Zenfone 3 é um equipamento leve e com características muito interessantes. A sua conceção em vidro com tecnologia Corning Gorilla Glass torna-o resistente a riscos e a impactos, ainda assim e devido ao facto de possui uma traseira criada em vidro, o Zenfone 3 tem uma “natural” tendência para escorrer da mão pelo que poderá causar alguns dissabores aos mais desastrados ou desprovidos de uma proteção eficiente.

O software apresenta grandes melhorias em particular na utilização da camara fotográfica digital com inúmeras ferramentas (onde se inclui a captura de imagem em HDR e a possibilidade de se criar uma divertida fotografia animada em GIF). O ZenUI 3.0 representa uma evolucao muito bem-vinda, com um aspeto mais clean e menos confuso que, é muito bem alicerçado com o upgrade (muito bem-vindo) para o Android 7.0 Nougat.

A bateria tem um comportamento muito positivo conseguindo-se obter, sem grandes problemas, uma autonomia, em média, de dois dias. O carregamento rápido que é característico deste Zenfone 3 é igualmente uma ferramenta excelente naquelas situações em que temos pouco tempo de bateria disponível e temos hipótese, por exemplo, num almoço carregar quase a totalidade da bateria…

Resumindo, e para finalizar esta conclusão, podemos afirmar que este equipamento é uma das melhores opções da gama média representando uma excelente relação entre o preço versus características.

Preço recomendado: 349 Euros

Design9
Desempenho9
Autonomia8
Caraterísticas9
Podemos afirmar que este equipamento é uma das melhores opções da gama média representando uma excelente relação entre o preço versus características.
8.8
Share:
João Fernandes

Dê a sua opinião