As Mudanças climáticas vão acabar com a cerveja!

Os glaciares podem estar a derreter, centenas de animais podem correr o risco de extinção nas próximas décadas, e os recifes de corais podem muito bem ver a ser algo do passado… Mas, pelo menos podemos assistir a tudo isto com uma cerveja na mão, não é? Provavelmente não…

Um novo estudo, publicado pela ‘Nature Plants’, estimou que uma seca extrema, e ondas de calor provocadas pelas mudanças climáticas, podem afetar severamente a produção desta bebida. Como consequência disto mesmo, vamos assistir a stocks reduzidos, uma grande queda no consumo, e claro, um aumento astronómico no preço.

Investigadores estimam que se nada for feito, as mudanças climáticas poderão ter o efeito de baixar o consumi até 16%, isto até que o preço aumente para o dobro. Aliás, mesmo em cenários um pouco menos extremos, o consumo irá baixar 4% e o preço irá aumentar cerca de 15%.

cerveja

O professor Dabo Guan, da ‘University of East Anglia’, disse:

“Vários tipos de comidas vão ter um corte na produção, como por exemplo, a cevada.

Apenas uma pequena fração de cevada de alta qualidade é usada na produção de cerveja, cerca de 17%. O resto é usado para alimentar animais no campo. Pois bem, é esta cevada de alta qualidade, que mais irá sofrer com as mudanças climáticas.”


Para perceber isto, os investigadores analisaram o impacto de eventos climáticos extremos, devido às mudanças climáticas em curso, em campos de cevada de 34 regiões diferentes.

Os cientistas passam muito tempo a estudar como é que os efeitos climáticos afetam as colheitas. (O que é normal, afinal de contas, temos de comer alguma coisa.)

E assim estimaram, que as mudanças climáticas podem causar cerca de meio milhão de mortes, devido a escassez de comida até 2050. Nomeadamente em populações de países em desenvolvimento.

Em suma, enquanto que a escassez de cerveja é um problema bem menos desastroso… As mudanças climáticas não ficar apenas pela cevada! E se nada for feito, escassez de comida a nível mundial por muito bem ser uma realidade.

“Quando as mudanças climáticas chegarem a sério… As populações mais pobres dos países em desenvolvimento, vão ser as mais afetadas. Devido a problemas na produção ou obtenção de comida. Nos países desenvolvidos, podemos experienciar ‘alguma fome’, mas dificilmente o estilo de vida será significativamente afetado.”

Fonte