Inicio outros As características do Sony Xperia XZ que o vão seduzir

As características do Sony Xperia XZ que o vão seduzir

Com o Sony Xperia XZ, a Sony tem a que é talvez a sua tentativa mais ambiciosa de conseguir um flagship de renome mundial, desde o Sony Xperia Z3. O Sony Xperia Z5 Premium tinha todas as características de um smartphone líder de segmento, mas a sua superfície espelhada e ecrã 4K, aliados a um preço exorbitante, catapultaram-no um tanto para um nicho de luxo onde o reconhecimento do público em geral não é, geralmente, determinante.

Entretanto, a Sony lançou a gama X, uma família de smartphones unificadora, mas o seu expoente máximo – não obstante hardware de elevadíssima qualidade – terá falhado em tirar do pódio os concorrentes mais directos, de ecrãs com mais resolução, funcionalidades inovadoras e designs modernizados. O Sony Xperia X Performance, por toda a potência que possui, nem a própria Sony parece ter acreditado ter ali o flagship que desejava.

E há uma razão para isso: o Sony Xperia XZ é o passo que a Sony queria (ou precisava dar) para recuperar prestígio e ímpeto. Em muitas coisas, trata-se de um herdeiro directo da arquitectura do Xperia X Performance. Mas em muitas outras coisas, potencialmente nas que mais interessam para o público, é um verdadeiro salto em frente.

Toda uma nova filosofia de design

Xpeeria
O design do Sony Xperia XZ inova e é inquestionavelmente apelativo.

O autor nunca escondeu uma certa admiração pela simplicidade e ergonomia do Omnibalance, que determinou a fórmula básica dos Xperia de anos recentes, mas os seus traços gerais começavam a desfasar-se das tendências mais recentes do design. O seu pior pecado, talvez, era que um certo excesso de reutilização dificultava ao consumidor a distinção entre uma geração e outra de um Xperia.

A reformulação que a Sony faz com o Sony Xperia XZ torna-o imediatamente distinto de qualquer Sony que possamos encontrar nas prateleiras actualmente. Herda muito da leveza de linhas e suavidade de transições do Sony Xperia XA e incorpora ao máximo a “loop surface design”, a ideia de que as transições quase indetectáveis entre componentes geram uma superfície que se repete sem interrupções, quando manuseamos o telemóvel na mão.

Para o utilizador casual, as formas renovadas e distintas mostram-lhe claramente que há algo novo ali, algo que vale a pena ver e aprofundar. E o desenho do novo XZ não é isento de apelos ao luxo. O painel frontal é em Gorilla Glass Curvo, as laterais em metal, e o painel traseiro num verdadeiro material da idade espacial, um híbrido de alumínio e polímeros baptizado de Alkaleido, cuja principal função parece ser uma maior capacidade de refrigeração do dispositivo.

Ecrã 5.2 FHD e tecnologia Triluminos

Com o Xperia XZ, a Sony volta à dimensão tradicional dos ecrãs dos seus flagships, as 5.2 polegadas, e mantém a aposta no FHD. O ecrã deverá ser idêntico na generalidade ao do Sony Xperia X e isso é uma coisa boa: a bordo está a tecnologia Triluminos que gera cores profundas e contrastes fortes, com excelentes níveis de luminosidade e ângulos de visão respeitáveis, graças aos nanocristais emissores de luz que compõem a sua matriz.

Processador Qualcomm Snapdragon 820

O Sony Xperia XZ conta com o mesmo Qualcomm Snapdragon 820 do Xperia X, os mesmos 3GB de RAM e os mesmos 32GB de armazenamento interno, e isso é bom: o Snapdragon 820 é o chip de topo de 2016, e apenas uma ou duas outras opções conseguem chegar ao seu nível.

Existem várias características únicas no Snapdragon 820, a começar pela sua arquitectura heterogénea, que significa que algumas tarefas de computação têm um ponto específico de tratamento, e não chegam a ir à CPU. É o caso das fotografias, que são tratadas no processador de imagem Spectra, ou as informações de senores tratadas pelo Hexagon 680. Esta opção solicita menos a CPU sedenta de energia e liberta-a para as tarefas que só ela pode desempenhar, dando maior eficiência energética ao chip e permitindo potência extra livre até ao momento necessário.

Assim, a Qualcomm pode utilizar apenas 4 núcleos Kryo em vez dos oito núcleos da geração anterior de processadores, e ainda conseguir melhores prestações.

O processador suporta vídeo 4K e o modem X12 com LTE Categoria 12 autoriza velocidades de rede de dados de 600Mbps, isto se a nossa rede tiver capacidade para tal.

Câmaras avançadas de 23MP e 13MP para selfies

Xpeeria
Sony Xperia XZ e Sony Xperia X Compact introduzem primeiro sensor de imagem triplo.

Para compreenderem melhor tudo o que as novas tecnologias das câmaras no Sony Xperia XZ implicam, podem ler o nosso artigo dedicado precisamente às principais tecnologias dos novos Xperia. De modo resumido, a Sony apostou em bastantes inovações para o sensor de 23MP do Sony Xperia XZ, incluindo um sensor triplo de imagem, baseado em foco no próprio sensor Xmor RS, em captura de foco por laser e medição de cor e luz ambiente num sensor RGBC-IR.

O vídeo 4K volta a estar na ficha de especificações da câmara, que vem com estabilização inteligente de 5 eixos, e a Sony terá acrescentado o foco manual à interface, pelo que temos agora alguma maleabilidade extra para a nossa fotografia. Outros pormenores de qualidade são a presença das lentes G e zoom 5X Clear Image Zoom.

À frente, a câmara para os selfies é de 13MP.

Bateria de 2900mAh com carregamento rápido

Serão 2900mAh suficientes para tanta potência? Esta é uma pergunta que teremos de responder apenas através da experiência prática, mas gostaríamos que a Sony tivesse colocado maior capacidade neste componente fundamental. No entanto, o modo Stamina está implementado e, regra geral, autoriza uma excelente performance das baterias Sony, mesmo face a concorrência com maior capacidade.

A bateria vem com Quick Charge 3.0, que permite carregar 80% da bateria em 35 minutos, dependendo, claro, da capacidade da bateria, mas este deverá ser o número para o Xperia XZ. A bordo está igualmente a tecnologia de carregamento adaptativo da Qnovo, que é capaz de modular o carregamento em função da idade da bateria e de danos que possam existir às células, de modo a aumentar a sua vida útil.

Sensor de impressões digitais

O Sony Xperia XZ regressa com o sensor de impressões digitais que os Xperia de topo têm colocado no botão de bloqueio do ecrã. A autenticação por impressões digitais é sempre importante, principalmente numa era de pagamentos móveis em que a impressão digital é a melhor barreira de segurança disponível no momento.

Além destas características que geralmente chamam mais à vista dos potenciais compradores, não se esqueçam de passar pelo nosso especial sobre as grandes tecnologias do Sony Xperia XZ, para compreender melhor tudo o que este dispositivo consegue trazer para o mercado.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

1 COMENTÁRIO

Leia também

Your Phone do Windows vai ficar muito mais poderoso!

Com o Windows 10 Build 20221, a aplicação Your Phone da Microsoft vai ter direito a uma novidade. Chama-se “fixação de notificações”. Para quem...

Microsoft Edge vai mesmo rebentar com o Google Chrome!

O novo Microsoft Edge está lentamente a chegar a todos os dispositivos através do Windows Update e também vem pré-instalado no update de Outubro...

Oppo Reno4 Lite: certificação revela especificações principais

A Oppo está a trabalhar arduamente na familia de smartphones Reno. Dito isto, já apresentou o Oppo Reno4 e o Reno4 Pro na China...

TicWatch Pro 3: justifica-se um preço de 299 Euros?

A Qualcomm revelou dois novos chipsets para wearables em junho. Falo do Snapdragon Wear 4100 e 4100+. Os novos chips são uma atualização significativa...

Nokia 7.3: novas imagens revelam todos os pormenores!

Antes do evento Nokia Mobile há alguns dias, houve relatos de que o Nokia 7.3 seria lançado em 22 de setembro. No entanto, este...