SSD

No início, uma drive SSD não era tão ‘certinha’ como é hoje em dia… Afinal de contas, o mundo da tecnologia é mesmo assim, as tecnologias mais recentes precisam de tempo para ficarem mais maduras e eficientes. E a entrada do armazenamento SSD no mercado de PCs, não foi diferente.

Aliás, temos agora um excelente exemplo de tecnologias muito recentes e inovadoras, com alguns problemas a chegar ao mercado, como é o caso do Samsung Galaxy Fold, que após 1 ou 2 dias nas mãos dos ‘Reviewers’, começou imediatamente a dar ‘raia’.

Mas vamos voltar às drives SSD e HDD! Que é para isso que cá estamos

Samsung 860 QVO

Num portátil, por exemplo, um PC que passa a vida de um lado para o outro, é bem provável que uma drive SSD, sobreviva durante muito mais tempo que um disco rígido mecânico convencional! Afinal de contas, um HDD tem peças móveis, que poderão causar problemas em transporte.

Mas se por acaso, tiver um PC Desktop, quietinho na secretária, o HDD deverá durar anos, sem qualquer problema. Ao contrário de uma drive SSD!

HDD vs SSD

É que a memória das drives SSD (Solid State Drive) têm um limite, na quantidade de vezes que podem armazenar dada informação

Por outras palavras, a quantidade que pode meter, retirar e gravar por cima, é limitada.

E por isso, as fabricantes tiveram de arranjar maneiras de limitar isto ao máximo. Chegando a um sistema, em que se uma parte da drive ‘falhar’, não quer dizer que todo o SSD tem de ir para o lixo, apenas aquela área irá ficar marcada como ‘Má’.

Além disso, como deve saber, as drives SSD têm velocidades de leitura, bastante superiores às velocidades de escrita. Por isso, se pretende meter informação e apagá-la, vezes sem conta. Talvez seja boa ideia comprar um SSD de uma qualidade superior, ou mesmo um HDD ‘Premium’.

SSD de 1TB, armazenamento SSD

No entanto, em boa verdade, a maioria dos utilizadores enche as suas drives, e raramente apaga informação destas. Claro que temos o caso da pasta Temp do Windows, que irá passar a sua vida a meter e a retirar informação, mas isso não irá afetar demasiado o ciclo de vida do seu SSD.

O que nos leva a falar de algo também muito importante…

Afinal de contas, tal como os ‘velhinhos’ discos HDD, também existem diferentes níveis de drives SSD! O que afeta o preço, performance e claro… A longevidade destas

Dito isto, os preços do armazenamento SSD tem caído a olhos vistos! Uma tendência que deverá continuar nos próximos tempos.

Entretanto, a performance, tamanho e fiabilidade, deverá aumentar, enquanto os preços continuam a cair.



Mas verdade seja dita, em termos de armazenamento puro e duro, os SSDs ainda não conseguem rivalizar com os gigantescos discos HDD. Em que o preço por Gigabyte é ainda bastante menor. Por isso, se precisa de ter muito armazenamento, acaba por ser mais barato ter discos HDD.

SSD vs HDD

Contudo, as coisas estão a mudar, e os SSDs têm a vantagem de serem mais eficientes no consumo de energia elétrica.

Em suma, se está no mercado à procura de armazenamento, olhe para o preço/performance de cada drive. E tome também atenção à garantia, para determinar mais ou menos, qual é o tempo de vida esperado da drive.

Mas muito mais importante que tudo isto, tenha em atenção o seu caso em particular! Se precisa de estar em movimento, se precisa de muito espaço, se vai meter e apagar informação como se não houvesse amanhã… E claro, a velocidade que realmente precisa, no seu dia-a-dia-



Porque no mundo do armazenamento, tem de estar sempre à espera que algo falhe, e por isso, tem de ter sempre um Backup pronto para tudo e mais alguma coisa.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo!

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.