Apple roubou alguma da tecnologia do Apple Watch! E agora?



Caso não saiba, o smartwatch mais popular do mercado é o Apple Watch, que apesar de ter um mercado mais limitado que todos os seus rivais (apenas funciona com o iPhone), domina o mundo dos wearables nem grandes dificuldades.



Pois bem, dito tudo isto, também não é novidade para ninguém que uma das funcionalidades base do Apple Watch é a sua monitorização de batimento cardíaco. Afinal de contas, estamos a falar de um relógio que até é capaz de identificar uma pulsação irregular. No entanto…

Parece que a Apple roubou alguma da tecnologia do Apple Watch! E agora?

Apple roubou

Portanto, parece que a Apple entrou agora num mundo de problemas com o seu Apple Watch. Visto que um médico Nova Iorquino acabou de acusar a empresa de roubo! Afinal, segundo o próprio, a Apple roubou a sua invenção patenteada sobre a Fibrilação Auricular.

Estamos a falar de um caso que vai mesmo chegar a tribunal, visto que o Dr. Joseph Wiesel já tem uma equipa de advogados a trabalhar no processo.

Em suma, de acordo com Wiesel, a sua invenção permite a monitorização de ritmos irregulares na pulsação de um utilizador através de uma sucessão de vários intervalos de tempo. Aliás, o próprio tentou contactar a Apple em 2017 para a utilização da tecnologia, oferecendo vários tipos de informação, que aparentemente serviram para a empresa conseguir implementar a funcionalidade sem pagar um único cêntimo ao inventor.

Assim, o objetivo agora é levar a Apple a tribunal de forma a que exista um pagamento de uma indemnização bem como de royalties. Caso contrário, a empresa terá de remover a funcionalidade dos seus produtos.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte



mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Em destaque

Leia também