Apesar da rivalidade, Firefox estendeu acordo com a Google!

firefox, Firefox 83

Caso já não se lembre, antes da existência do Google Chrome, a alternativa mais popular ao afamado Internet Explorer era o Firefox, o browser da Mozilla. No entanto, é fácil dizer que a relação entre a Mozilla e a Google não é a melhor à face da terra, devido a algumas coisas que aconteceram na altura do lançamento do Chrome. (Existem mesmo acusações de traição entre as duas empresas!)

Ainda assim, como o Google é uma das maiores fontes de rendimento da Mozilla, ambas as empresas decidiram estender o acordo que permite ao Firefox utilizar o maior motor de busca da Internet.



Portanto, o acordo que é na verdade mais importante para a Mozilla do que para a Google, irá permitir ao Firefox continuar a utilizar o Google como o motor de busca ‘default’. Algo que deverá ajudar a empresa a manter-se à tona durante mais alguns anos.

Uma boa notícia para a empresa, logo após o anúncio de 250 despedimentos no início da semana.

Esta fonte de receitas é assim tão importante?

Sem dúvida, este acordo significa 400~450 milhões de dólares por ano para os cofres da Mozilla. Especialmente agora, que a pandemia por Covid-19 parece ter dado um autêntico ‘pontapé’ nos planos da empresa para 2020.

Entretanto, o CEO da Mozilla (Mitchell Baker) afirma que uma Mozilla mais pequena irá ser também mais ágil. Ou seja, estes despedimentos acabam por ser uma boa notícia para a empresa.

Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.


Google acabou de ser acusada de sabotar o Firefox!

Em boa verdade, as fabricantes de software, não têm qualquer vergonha de utilizar táticas ‘sujas’ para ficarem à frente das suas rivais diretas… É no fundo, um mercado em que vale tudo, e até os utilizadores sabem disto mesmo.

Pois bem, desta vez foi um executivo da Mozilla, que veio a público afirmar que a Google anda há anos a ‘sabotar’ o navegador Firefox, para aumentar a popularidade do Chrome!

Estas palavras chegam pela parte de Jonathan Nightingale, antigo GM e Vice President do grupo Firefox na Mozilla. Que usou a sua conta oficial no Twitter, para revelar tudo o que sabia!

Leia o resto do artigo aqui.



Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt