Próxima atualização do Android 14 para TV chega com PiP

A maioria dos ecrãs dos smartphones não é suficientemente grande para mostrar confortavelmente duas aplicações completas lado a lado em simultâneo, o que pode ser um problema quando está a tentar fazer algum trabalho enquanto vê um vídeo ou uma transmissão em direto. É aí que entra o modo picture-in-picture (PiP). O PiP foi introduzido no Android 8.0 e permite-lhe ver um vídeo numa pequena janela sobreposta a outras aplicações. Embora o PiP faça parte da plataforma Android há quase sete anos, não tem sido suportado em algumas versões do Android, nomeadamente na Google TV. No entanto, isso vai mudar com a próxima atualização do Android 14 para TV.

Próxima atualização do Android 14 para TV chega com PiP

A Google TV, caso não saiba, baseia-se no Android TV OS, uma versão concebida para televisores. Dito isto, tem muitas das mesmas funcionalidades. No entanto, algumas funcionalidades de base do Android desaparecem do Android TV. O Picture-in-picture trata-se de uma funcionalidade do Android que não precisa de se ativar nos dispositivos Android TV. Embora alguns dispositivos Android TV, como o NVIDIA Shield TV Pro de 2019 e o Sony X900H de 2020, suportem PiP, muitos não o fazem.

atualizações para o Google TV

Os dispositivos Android TV tendem a ter pouca memória RAM, o que é um problema para funcionalidades multitarefa como o PiP.

Como resultado, os fabricantes de televisores Android normalmente desativam o PiP nas suas versões de software, porque pode não funcionar bem. Embora a decisão de ativar o PiP nos dispositivos com o sistema operativo Android TV seja deixada aos fabricantes, estes não têm sequer a opção de o ativar nos dispositivos Google TV. Isto porque, de acordo com a Google, o suporte PiP “não era suportado de todo na Google TV antes do Android 13”. Com a próxima atualização para o Android 14 para TV, no entanto, os dispositivos Google TV irão finalmente suportar o modo picture-in-picture, embora existam algumas ressalvas.

A primeira ressalva é que o modo PiP pode não estar disponível em todos os dispositivos Google TV com Android 14 para TV. A razão para isso é a mesma razão pela qual a função não está amplamente disponível em dispositivos Android TV: memória. A Google diz que o PiP se ativa “em dispositivos selecionados que satisfaçam os critérios de compatibilidade de hardware”, embora não tenha explicado quais são esses critérios. Os programadores de aplicações para Android TV terão de consultar um gestor de pacotes para ver se o suporte para PiP está ativado num determinado dispositivo.

A segunda ressalva é que a Google não permitirá que o conteúdo multimédia surja numa janela picture-in-picture. Ou seja, uma grande diferença em relação à forma como a funcionalidade se utiliza nos dispositivos móveis. Isto significa que não poderá, por exemplo, manter um vídeo do YouTube aberto enquanto procura outro vídeo para reproduzir.

Então, o que poderá fazer com o PiP no Google TV? 

  • Casos de utilização de comunicações, como chamadas de vídeo ou de voz.
  • Integrações domésticas inteligentes, como campainhas ligadas ou monitores para bebés.
  • Casos de utilização no domínio da saúde, como o acompanhamento da forma física ou a monitorização da saúde.
  • Casos de utilização de tickers, como resultados desportivos em direto ou notícias e tickers de acções.

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

Artigos relacionados