Inicio Android (Análise) ROG Phone 3: A ASUS já não anda a brincar!

(Análise) ROG Phone 3: A ASUS já não anda a brincar!

Quando falamos de qualquer ASUS ROG Phone, estamos a falar de um smartphone que aposta tudo e mais alguma coisa na performance e fluidez. Ao fim ao cabo, é uma gama de smartphones focada apenas e só na experiência de jogo. Bem… Podemos ir um nível acima disto e dizer que a ASUS pretende eventualmente oferecer uma experiência muito similar ao que podemos encontrar no mundo dos PCs.

Estamos longe desse ‘sonho’?

Um pouco, mas uma coisa é certa, estamos muito mais perto com um ROG Phone 3 na mão, do que com qualquer outro aparelho do mercado.

Dito tudo isto, a ASUS também já não é o ‘wildcard’ que era no passado, especialmente depois do sucesso de 2019, onde o ZenFone 6 vendeu que nem pãezinhos quentes. Por isso, além de um bom smartphone, queremos também perceber se este ROG Phone 3 é mais um passo da marca rumo ao topo do mercado de smartphones.



(Análise) ROG Phone 3: Um simples gaming phone, ou o melhor Android do mercado?

análise ROG Phone 3

Especificações técnicas principais:

  • Ecrã AMOLED 10-bit HDR10+ de 6.59” (1ms), capaz de chegar aos 144Hz e resposta ao toque de 270Hz. (Conta com certificações para conforto visual // Resolução: 2340 x 1080)
  • SoC Qualcomm Snapdragon 865 Plus 3.1Ghz (Suporte a Overclock e Underclock)
  • Armazenamento UFS 3.1
  • Memória RAM até 16GB LPDDR5
  • Bateria de 6000 mAh
  • Suporte a redes 5G
  • Sistema de refrigeração GameCool 3
  • Áudio GameFX (7 ímanes para mais poder e menos distorção)

Portanto, como já disse algumas vezes na Leak, o ROG Phone 2 (Review Aqui) foi um dos aparelhos que mais me impressionou no ano passado, visto que não só foi capaz de oferecer uma performance de topo, como também contava com o primeiro ecrã OLED capaz de chegar aos 120Hz.

Sim, a funcionalidade que a Samsung ofereceu nos seus Galaxy S20 de 2020, e que tanto se esforçou para publicitar… A ASUS já tinha no bolso em 2019.


Nota do Redator:

Apesar do mercado de Gaming Phones ser basicamente um ‘nicho’, a verdade é que as suas funcionalidades inovadoras são quase sempre adotadas por outros modelos ‘mainstream’ mais tarde. Um excelente exemplo é mesmo os ecrãs de 90, 120 e 144Hz, que são agora uma das características chave dos topos de gama de muitas fabricantes de referência do mundo Android. (Algo que tivemos a oportunidade de ver pela primeira vez no Razer Phone de 2017 e ROG Phone 1 de 2018)

Entretanto, claro que não é justo comparar um ‘gaming phone’ com um topo de gama tradicional! Ou será que é?

O que queremos não é um telemóvel rápido? É que para isso precisamos dos melhores componentes, ou seja, faz todo o sentido olhar para um aparelho deste tipo. E claro, se há coisa que irá encontrar neste ROG Phone 3, é tudo o que a indústria tem de melhor.

Mas vamos por partes.

Design e Ecrã

O ROG Phone 3 é um autêntico monstro das especificações ao contar com o super rápido Snapdragon 865+ a 3.1GHz, e uma bateria de 6000mAh. Mas o que realmente impressiona no meio disto tudo, é que mesmo com o acréscimo da bateria e de performance, as dimensões do aparelho não mudaram em relação ao modelo do ano passado.

Uma vantagem porque não só não terá de lidar com um aparelho gigantesco, como também irá ter suporte a todos acessórios do modelo do ano passado. (Ainda assim, a ASUS renovou toda a gama de acessórios para acompanhar o novo aparelho)

No entanto, se pensa que por ter as mesmas dimensões tem aqui um aparelho digno de entrar na Fashion Week, pode desde já tirar o cavalinho da chuva!

Um ROG Phone não é nem nunca será um aparelho super fino e sem margens, porque não é essa a filosofia deste segmento. E ainda bem que assim é, neste segmento queremos é performance e autonomia para dar e vender. E na verdade, no campo do design, o ROG Phone 3 até é um aparelho bastante interessante dentro da sua onda dos videojogos, ao contar com uma iluminação RGB forte e linhas arrojadas a fazer lembrar um carro de corrida cheio de cavalagem.

Ecrã

análise ROG Phone 3

Pois bem, apesar do design e formato do aparelho não ter mudado muito, o ecrã teve uma evolução extremamente interessante. Ao fim ao cabo, temos um painel OLED capaz de chegar aos 144Hz, o que claro está, traz um mundo completamente novo de fluidez ao mundo dos smartphones.

É que os 144Hz são apenas parte da história, para completar o pacote temos 1ms como tempo de resposta, bem como uma resposta ao toque de 270Hz.

Isto é algo que tem de experienciar em primeira mão para perceber o impacto que este tipo de ecrã irá ter no seu dia-a-dia. No meu caso, posso dizer que voltar para um ecrã de 60Hz vai ser uma autêntica dor de cabeça. Mas lá está, é este o objetivo da ASUS.

Entretanto, a resolução FHD+ (2340 x 1080) já não impressiona ninguém em 2020, visto que já temos ofertas a tocar nos 3200 x 1440 como a gama Galaxy S20. Ainda assim, isto é algo que verdadeiramente não me incomodou durante o período de teste. Contudo, é fácil dizer que o OLED Samsung que equipa os Galaxy S20 e Note 20 Ultra é capaz de oferecer cores mais reais e pretos mais produtos. (Os pretos no ROG 3 parecem ficar sempre um pouco baços)

Quanto ao design do ecrã, como é um telemóvel para jogos, pode esquecer o tão desejado ‘Ecrã Infinito’! Aqui temos margens bastante evidentes para evitar os afamados toques acidentais enquanto joga. Bem como uma câmera frontal montada na margem de cima. Temos também acesso a um sensor de impressão digital debaixo do ecrã OLED

Performance e Autonomia

análise ROG Phone 3

O ROG Phone 3 está equipado com o muito recente Snapdragon 865+, um processador capaz de chegar a uns impressionantes 3.1Ghz! E claro, para manter tudo bem alimentado, temos ainda uma impressionante célula de 6000mAh. Por isso, a performance e autonomia nunca irão ser um problema neste menino. Como pode ver em baixo:

análise ROG Phone 3 análise ROG Phone 3

Muito resumidamente, o ROG Phone 3 não apresenta ‘soluços’, ‘breaks’, ou qualquer outra falha de performance. Isto é quase como conduzir um Ferrari sempre com o pé a fundo, a viagem das nossas vidas só termina quando acaba a gasolina! No entanto, neste caso, o depósito (6000mAh) é capaz de garantir pelo menos um dia inteiro de uso intensivo com o modo de 144Hz ligado, o que é seguramente impressionante.

Não esquecer que temos carregamento rápido de 30W, bem como modos de carregamento lento para garantir que a bateria dura o máximo de tempo possível. Infelizmente, o carregamento sem fios ficou na gaveta… Mas temos a possibilidade de usar a entrada USB-C lateral para carregamento enquanto jogamos, ou no meu caso, enquanto conduzo e ligo o rádio do carro à entrada USB-C de baixo para ouvir música do Spotify ou Tidal. Sim, de forma um pouco surpre não temos entrada Aux neste ROG Phone.

Fotografia

análise ROG Phone 3

O grande objetivo de um Gaming Phone nunca é, e provavelmente nunca irá ser, o trono do mundo fotográfico. Contudo, posso facilmente dizer que o ROG Phone 3 não é capaz de tirar uma má fotografia! Claro que não tem o Zoom do Huawei P40 Pro, ou qualidade fotográfica do novo Note 20 Ultra, mas é um telemóvel que nunca o irá deixar ficar mal no campo da fotografia, em qualquer situação em que se encontre.

Curiosamente, o ROG Phone 3 até é capaz de filmar em 8K a 30 FPS, por isso, até no campo das funcionalidades ficará bem servido.

Pois bem, isto foi o que o ROG Phone 3 foi capaz de oferecer:

Conclusão

análise ROG Phone 3
Um dos acessórios mais interessantes do ROG Phone 3, uma capa com RGB!

Antes de mais nada, posso dizer que o ROG Phone 3 é sem grandes dúvidas o smartphone mais poderoso à face da terra. E meus amigos, já testei todos os topo de gama do mercado, incluindo os Gaming Phones já lançados em 2020, onde tenho de salientar o BlackShark 3 da Xiaomi e Red Magic 5G da Nubia.

Além disso, é também um smartphone que sai um pouco fora da caixa, ao oferecer um design com linhas mais agressivas que o tradicional Galaxy, Mate ou iPhone. Mas que na verdade é uma lufada de ar fresco, e que até me faz sentir um pouco ‘radical’.

Entretanto, se estiver interessado já pode comprar aqui:

  • ROG Phone 3 (16GB RAM) -> 1099€
  • ROG Phone 3 (12GB RAM) -> 999€
  • Strix Edition (8GB RAM) -> 799€

Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

análise ROG Phone 3 Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também

O iPhone 12 não vai ter direito a um evento ‘massivo’!?

O CEO da gigante AT&T parece ter uma opinião bastante curiosa em relação ao lançamento do iPhone 12 no próximo mês. Afinal de contas,...

É este o potencial da PlayStation 5? Miles Morales a 60FPS!

A PlayStation 5 está prestes a chegar às prateleiras em duas versões, a versão 'normal' de 499€ e a versão 'Digital Edition' de 399€....

WhatsApp recebe imagens autodestrutivas! Veja como funciona

O WhatsApp tem estado a testar uma novidade de imagens autodestrutivas nos últimos meses. As primeiras provas surgiram pela primeira vez no início deste...

Super Mario 64: já pode instalar num smartphone Android!

O Super Mario 3D All-Stars chegou e dá-nos acesso aos primeiros três jogos de plataformas da série. Dito isto, levamos para casa o Super...

Aprende Android! O iOS 14 já está em 25% dos aparelhos!

Um dos grandes defeitos do Sistema Operativo Android é a sua segmentação. Ou seja, eu posso ter Android 10 no meu Note 20 Ultra,...