Análise Microsoft Surface Laptop 2: Finalmente um rival para o MacBook!

Microsoft Surface Laptop 2

Análise Microsoft Surface Laptop 2 – Foi em 2017, que a Microsoft chocou meio mundo ao lançar um portátil dedicado da sua autoria, o Microsoft Surface Laptop. Uma máquina rápida, leve, com um design apelativo, para rivalizar no segmento dos ultra-portáteis focados na produtividade.

Pois bem, o Microsoft Surface Laptop 2 segue a mesma tendência, ao oferecer um pacote ainda mais robusto, com algumas leves melhorias, que no fundo, acabam por fazer toda a diferença.


Análise Microsoft Surface Laptop – Nota do Redator

Vou fazer esta análise, no ponto de vista de um utilizador que utiliza um Apple MacBook Pro como ‘daily driver’ há qualquer coisa como 2 anos. Por isso, vão existir algumas comparações diretas.

Aproveito também para dizer, que trocar uma máquina que me acompanha há tanto tempo, para fazer um teste decente a um novo portátil, acaba por não ser fácil. Há todo um workflow, uma habituação, que é difícil de passar para outra máquina num dado momento.

Contudo, tenho de salientar, que após algum tempo de habituação, um ou dois dias, já estava perfeitamente habituado ao Surface, o que é de louvar!


O Microsoft Surface Laptop 2, faz lembrar a linha Pixel da Google! Enquanto os smartphones Pixel existem para mostrar o SO Android em toda a sua glória, o Surface Laptop 2 parece querer fazer exatamente o mesmo com o Windows 10

Curiosamente, apesar de na altura a Apple ter sido um pouco polémica ao implementar apenas portas USB-C no seu redesenhado MacBook Pro… A Microsoft parece ter sido um pouco ‘antiquada’! Ao lançar este portátil com uma conectividade aquém do esperado… Epá, pelo menos uma porta USB-C dava jeito.

No entanto, este Microsoft Surface Laptop 2 não deixa de ser uma máquina bastante interessante! Saltando imediatamente para o topo da tabela, para lutar com os melhores ultrabooks do mercado.

Design e Ecrã

O novo Surface Laptop 2 é basicamente igual ao anterior modelo de 2017, mas com mais performance debaixo do capô.

O que não é necessariamente mau, o design do primeiro modelo era bom, e o novo Laptop 2 até tem mais opções de cores, como o preto, que na minha opinião é fantástico.

Portanto, como o ultrabook que é, o peso é muito importante, e a Microsoft sabe disso, por isso o Laptop 2 continua a ser extremamente fino e leve, com a espessura de 14.48mm e o peso de 1.25KG.

Tive a oportunidade de testar o LG Gram de 14” há alguns meses, que tinha qualquer coisa como 980g de peso… No entanto, tinha um corpo de plástico, aqui estamos a falar de um corpo de alumínio, que é bastante mais robusto! Isto é algo que irá sentir assim que pegar num.

É um portátil excelente se tem de andar com o pc às costas para o trabalho ou para a faculdade. Uma coisa é certa, dores de costas não vão entrar na equação

O ecrã também continua a ser o mesmo, e ainda bem, afinal o anterior ecrã era impressionante. Os pretos continuam super profundos, com uma definição de cores muito boa e vibrante.

Além disto, tem algo que continua a faltar na oferta da Apple… O ecrã touch!

Análise Microsoft Surface Laptop

Muitos vão dizer que o touch num portátil é parvo, porque o ecrã treme e fica cheio de dedadas. No entanto, vou contra a corrente neste tema… Pessoalmente, gostei da implementação neste Surface Laptop 2, o ecrã parece muito robusto, ficando quase sempre na mesma posição durante o input. Quanto à parte das dedadas… Epá, o meu MacBook não é touch, e tenho sempre de andar a limpar o ecrã na mesma, acaba por ser igual ao litro.

Contudo, é preciso dizer que a proporção deste ecrã é de 3:2, por isso irá ficar com barras pretas enquanto consome conteúdo multimédia 16:9.

O Teclado

Análise Microsoft Surface Laptop

A Microsoft afirma ter criado um dos teclados mais silenciosos de sempre! E posso dizer que até consigo acreditar nesta afirmação, no entanto, gosto de um bom ‘click’ nos meus teclados, por isso não sou muito fã.

Quanto ao TouchPad, tenho de dizer que na minha opinião, o ‘Gold Standard’ é o que a Apple oferece nos seus portáteis! Dito isto, o que podemos encontrar no Microsoft Surface Laptop 2 não fica assim tão longe. É espaçoso, é suave e o tempo de resposta é muito bom. (Só não gosto muito do ‘click’)

Temos de salientar aqui o acabamento em Alcântara, que sem dúvida irá depender do seu gosto, mas que dá um certo gozo sentir a diferença do alumínio, para um tecido.

Conectividade

Análise Microsoft Surface Laptop

Para finalizar a parte do design, vamos falar um pouco da conectividade… A Microsoft deveria ter renovado um pouco as portas deste portátil.

Não faz sentido que a segunda geração deste portátil, que irá estar no mercado durante todo o ano de 2019… Não ter qualquer porta USB-C 3.1 ou Thunderbolt 3! Temos apenas uma porta USB 3.0 e uma porta Mini DisplayPort.

É sem dúvida um dos pontos mais fracos deste portátil.

Performance

Quando a Microsoft revelou o Laptop 2, falou de aumentos de performance na ordem dos 85% em relação à primeira geração. É sem dúvida uma grande afirmação, mas que muito se deve à implementação de processadores Quad Core da Intel, em vez dos velhinhos Dual Core.

Mas além disso, a Microsoft também menciona que redesenhou todo o interior do portátil. Melhorando bastante o sistema de refrigeração, diminuindo assim significativamente o throttling do CPU.

Benchmarks:

  • 3DMark Sky Diver: 4,557 pontos; Fire Strike: 1,130 pontos; Time Spy: 433 pontos
  • Cinebench CPU: 565 pontos; GPU: 53 fps
  • Geekbench 4 Single-Core: 4,186 pontos; Multi-Core: 13,563 pontos
  • PCMark 8: 3,175 pontos
  • PCMark 8 (Autonomia): 5 horas e 36 minutos

Portanto, o Surface Laptop consegue acompanhar alguns dos modelos mais populares do mercado, como o Dell XPS 13.

Assim, estamos a olhar para um portátil ‘ultrabook’ que não irá desiludir nas tarefas do dia a dia, e que até poderá ser capaz de fazer algumas brincadeiras em jogos.

Bateria

No fundo, quem está no mercado à procura de ultra portátil, não está à espera de um grande desempenho ou de jogar os jogos mais recentes… É um utilizador que apenas quer sair de casa, sem carregador atrás! Contando com pelo menos, com 10h de autonomia, sem grandes preocupações.

Pois bem, no caso do Surface Laptop, a Microsoft sugere qualquer coisa como 14 horas e 30 minutos de autonomia. (Em consumo multimédia). No entanto, o resultado do benchmark PCMark 8 é bastante mais baixo que a afirmação da fabricante.

O que no fundo, é normal, os testes das fabricantes são sempre em condições ótimas.  De modo a que os departamentos de marketing façam, posteriormente, a sua magia!

Dito isto, temos de dizer, que ainda assim, o Surface Laptop 2 é capaz de ficar à frente do peso pesado Dell XPS 13! (Em cerca de 15 minutos) No entanto, o Huawei MateBook X Pro, consegue ficar à frente de ambos. (Com uma autonomia de 6 horas e 12 minutos)

Em suma, uma boa performance de bateria, sendo ideal se viaja muito, ou apenas odeia ter o carregador na mala.

Análise Microsoft Surface Laptop – Conclusão

Análise Microsoft Surface Laptop

Por fim, o Surface Laptop 2 é sem dúvida uma das escolhas mais interessantes no mercado de ultra portáteis. Melhora o que tinha a melhorar, com mais performance e mais eficiência! Mantendo um design que é no fundo muito apelativo.

(Mas que não é para todos, se não gostar do acabamento em Alcântara.)

Análise Microsoft Surface Laptop – Preço e disponibilidade

Ademais, pode encontrar o Microsoft Surface Laptop 2 na Microsoft Store aqui, a começar nos 1169€. (Existe desconto para alunos e professores)

Quanto à disponibilidade, já deverá conseguir encontrar uns quantos modelos nas prateleiras das grandes superfícies.

Análise Microsoft Surface Laptop – Classificação: