MX keys

O teclado Logitech MX Keys é o fiel companheiro do rato MX Master 3 que também tivemos a oportunidade de analisar nas últimas semanas. Ou seja, apesar de ambos os produtos funcionarem perfeitamente por si só, temos aqui um casamento que muito provavelmente nunca irá resultar em divórcio, tal é a cumplicidade.

Portanto, a cara metade do MX Master 3 é sem qualquer tipo de dúvida o teclado MX Keys, apostando em alta qualidade, sem puxar muito pelo preço


Nota do Redator: O nosso teclado é ES (Espanhol), visto que a versão PT-PT ainda não estava disponível para Review.


MX Master 3

Prova disto é a sua construção a partir de um único pedaço de metal, o que claro está lhe da um peso e robustez bastante interessante. Que também vai ajudar na missão de o manter quieto na secretária.



Algo excelente se por acaso quer deixar o teclado numa mesa ou secretária… Mas menos bom se por acaso o quer meter na mala para o levar para algum lado. (Afinal de contas, estamos a falar de um teclado sem fios)

Para aumentar o nível de conforto, a Logitech vende separadamente um fino apoio para os pulsos feito de espuma de memória.

Quanto às teclas propriamente ditas, podemos dizer que são bastante firmes, as ‘keycaps’ mal se mexem. Além disso, podemos contar um ‘travel’ bastante pequeno, o que pode ser bom ou mau consoante o seu gosto. Na minha opinião, conseguem ser muito confortáveis em longas sessões de trabalho/escrita, ao mesmo tempo que oferecem um feeling super premium.

Em suma, é um teclado que de certa maneira me faz lembrar o feeling de escrita dos mais recentes Apple MacBooks, onde consigo fazer grandes ‘burst’ de escrita, mas que acabo por ter alguma dificuldade em manter uma velocidade consistente.

MX Keys

Em suma, apesar desta comparação, a nível de ‘travel’, conforto e feedback, esta oferta da Logitech é significativamente melhor ao que Apple oferece.

Como deve imaginar, como estamos em 2019, é óbvio que temos iluminação neste teclado Logitech MX Keys! Contudo, pode esquecer o RGB… Afinal, estamos a falar de um teclado Business. Portanto o design é sério, bem construído e sem essas coisas ‘gamery’.

Similarmente ao Logitech MX Master 3, temos também acesso a várias funcionalidades super interessantes, como é a integração de um sensor de proximidade, que irá acordar o teclado assim que sentir que este irá ser utilizado. Assim, não só irá poupar bateria, como também não irá perder um único segundo à espera que o teclado se volte a ligar.

Além disto, também podemos contar com suporte à tecnologia Flow, que é nada mais nada menos que uma ferramenta multi-plataforma. Ou seja, com esta funcionalidade poderá conectar vários aparelhos computacionais ao mesmo tempo, e levar o teclado de um PC Windows para outro macOS sem qualquer problema. (Suporte a Windows, macOS, Linux, iOS e Android)

Dito isto, com a iluminação ligada, a Logitech afirma que o MX Keys dura até 10 dias! O que na nossa experiência parece acertado. Contudo, se prefere mais tempo de autonomia, tem 8 níveis de iluminação por onde escolher.

Entretanto, o carregamento é feito por USB-C, tal e qual como o MX Master 3. Por isso, apenas precisa de um cabo para os dois periféricos.

Conclusão

MX keys

O MX Keys é um excelente companheiro para o rei da produtividade MX Master 3. Afinal de contas, com este ‘duo’ irá conseguir ter em sua posse 2 periféricos com o selo de qualidade Logitech, com funcionalidades e personalização para dar e vender.

Ainda assim, quando falamos de teclados, o seu gosto pessoal irá ser ainda mais evidente do que quando falamos de ratos. Por isso, aconselho que se desloque a uma loja da especialidade para o experimentar em primeira mão.

O Logitech Master MX já começou a chegar às prateleiras, com um preço a rondar os 109€.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Saiba mais sobre o teclado aqui.