God Of War: O Rei da Playstation 4 voltou para conquistar!


Por em

Se considerarmos que God of War conseguiu ultrapassar os 3,1 milhões de cópias vendidas apenas nos primeiros três dias, sabemos logo que estamos perante um título que tem tudo para ser bom. No entanto, só quando o experimentamos é que temos verdadeiramente esta noção. A Leak passou umas belas horas a jogar o novo God Of War (acabámos em cerca de 12) e nas próximas linhas contamos tudo. Uma coisa é certa, este título está completamente diferente dos God of War a que estávamos habituados.

Uma bela introdução

God of War começa de uma forma triste e mais especificamente com a mulher de Kratos morta. Agora e para respeitar o desejo final da sua cara-metade, Kratos e o seu filho Atreus têm de se deslocar até ao pico mais alto do mundo de Norse para espalharem as suas cinzas.

Estando sozinhos, Kratos e Atreus apenas podem conversar um com o outro e é exatamente isso que acontece. É graças a todas estas conversas que eles se vão conhecendo melhor e nós a ele. É quase como se a uma dada altura passássemos realmente a caminhar com eles e a ligar-nos cada vez mais à medida que o jogo vai decorrendo.

A introdução do jogo está incrível. É nela que começamos por aprender o básico, como por exemplo, fazer um ataque rápido.  Ao mesmo tempo, e um pouco mais à frente aprendemos também algumas técnicas de luta e a utilizar o arco e a flecha. Será realmente importante aprendermos a utilizar esta arma durante um combate.

God Of War: Os gráficos e a jogabilidade

O jogo está realmente incrível no que diz respeito aos gráficos e à jogabilidade. No entanto importa salientar que os novos controlos de God of War são um pouco diferentes em alguns aspectos. São exemplo disso, o salto que foi retirado em prol da introdução de novas mecânicas no jogo. Podemos utilizar as flechas de Atreus com o quadrado e para subir ou trepar alguns obstáculos apenas temos de premir a bola do Dualshock 4.

God of War
Kratos e Atreus no seu primeiro encontro com Jormungand

Uma das principais novidades é a alteração à câmara do jogador. Como certamente se lembram, nos primeiros títulos a câmara era, digamos assim, automática. Os responsáveis pelo desenvolvimento do jogo é que escolhiam os ângulos através dos quais o jogo nos era mostrado.

No novo God Of War tudo mudou. A câmara está agora posicionada no ombro direito de Kratos e pode ser controlada com o analógico direito, como acontece com a grande maioria dos jogos. De uma forma geral isto funciona bem, embora fossemos fãs da forma como funcionavam os primeiros títulos da série.

God Of War: A história

É com o desenrolar da história de God of War que vamos ficando a saber mais acerca do passado de várias personagens, como as dos irmãos Huldra e Jormungand e da serpente do mundo. Também passamos a conhecer mais sobre os deuses nórdicos e a sua cultura e começamos a perceber algumas das razões que levaram Kratos a fugir para terras desconhecidas. Uma delas é sem dúvida a destruição e as mortes provocadas pelas suas próprias mãos. God of War também manteve os seus puzzles. Alguns são mais complicados, mas também há os mais fáceis de resolver.

God Of War: Os combates e as novidades

A luta contra os bosses está incrível e dá para perceber que estamos realmente perante um novo God of War. De facto, vão ter de recorrer ao maior número de habilidades possível e também às vossas capacidades estratégicas. De nada serve lutarem, se não pensarem primeiro. Este jogo tem diferentes níveis de dificuldade, mas se querem o pacote completo recomendo que apostem num dos dois níveis mais elevados. Assim têm a garantia de um verdadeiro combate que vos vai fazer transpirar!

Outra das novidades é o mundo aberto. Quando acabamos o jogo podemos ir explorá-lo, se o quisermos fazer. Entretanto temos também a loja e apenas dois vendedores, sendo eles os irmãos Huldra, onde podemos comprar vestimentas para Atreus e para Kratos e melhorar as suas armas.

As missões secundárias são outra das novidades em God of War. São giras e dá para ficarmos a conhecer um pouco mais acerca do território e cultura nórdica, apesar de nos tirar o foco das missões principais.

God Of War: Veredicto

O God of War não é um jogo que vou guardar na gaveta por já o ter acabado. Na realidade vou voltar a jogá-lo muitas e muitas vezes. É que com tantos objetos pra colecionar, áreas secretas, desafios e uma mão cheia de mini bosses escondidos há sem dúvida muito que fazer neste jogo. Sempre gostei de God of War, mas este é sem dúvida o melhor título deste franchise.

Mais sobre o novo God of War

O jogo em território português foi apresentado pela primeira vez em novembro do ano passado na Lisboa Games Week sob a forma de um vídeo comentado pelo diretor da Santa Monica Studios, Cory Barlog. A 6 de março God of War foi apresentado oficialmente em Portugal no Forte de S. Julião da Barra.

O jogo está disponível num bundle especial da consola PlayStation 4 Pro God of War Limited Edition e pode ser adquirido por 469,99€. O bundle inclui ainda a Day One Edition do jogo em formato físico e uma edição limitada do Dualshock 4 com a marca dos irmãos Huldra, que representa os lendários ferreiros que forjaram o machado de Kratos.

Em Portugal estão cinco edições disponíveis.

God of War poderá ser adquirido nas lojas habituais ou na PlayStation Store. As cinco edições estão ligadas diretamente ao universo da mitologia nórdica e à narrativa:

  • Edição Standard: disponível apenas em formato físico com um preço de 69,99€.
  • Edição Digital Deluxe: disponível apenas em formato digital. Inclui versão digital do jogo, para ser descarregada na PlayStation Store, com a banda desenhada digital da “Dark Horse”, o livro de arte digital da “Dark Horse”, o conjunto de armadura promessa da morte, o escudo guardião do exílio, um tema dinâmico de PS4 e um DLC extra de reserva com 3 escudos para jogo, a um preço de 69,99€.
  • Edição Day One, disponível em formato físico que inclui versão Blu-ray. Vem também com um tema dinâmico de PS4 e que, mediante reserva, incluirá um DLC com 2 escudos e um talismã da sorte eterna e um DLC extra de reserva com 3 escudos para jogo, por um preço de 69,99€.
  • Edição Limitada: disponível apenas em formato físico. Inclui versão Blu-Ray, com caixa metálica preta e prateada, com o símbolo dos irmãos Huldra, o livro de arte “Dark Horse” em formato físico, e três conteúdos digitais exclusivos: o set de armadura “Death’s Vow”, o escudo “Exile’s Guardian” e um tema dinâmico de PS4. Quem efetuar a reserva desta edição receberá também um DLC extra de reserva com 3 escudos para jogo, por um preço de 79,99€.
  • Edição Colecionador: disponível apenas em formato físico  inclui versão Blu-Ray com caixa metálica preta e prateada com o símbolo dos irmãos Huldra, todos os conteúdos digitais exclusivos incluídos na Edição Digital Deluxe, uma litografia exclusiva, um mapa de tecido Midgard, duas estátuas esculpidas dos irmãos Huldra e uma estátua espetacular de Kratos e Atreus de 23 cm desenhada pela Gentle Giant Ltd. Quem efetuar a reserva desta edição receberá também um DLC extra de reserva com 3 escudos para jogo, com um preço de 149,99€.

Se quiser saber mais sobre a história de God of War e sobre outros jogos lê estes artigos:

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Android Oreo para o Huawei P8 Lite 2017? Instale já!

Gmail para iOS ganha novas funcionalidades

Seguinte