(Análise) Auscultadores B&O Beoplay H9: Uma palavra… Premium!

Caso não conheça a Bang & Olufsen, estamos a falar de uma marca com um foco gigante no design dos seus produtos, mas nunca descurando a qualidade dos mesmos. É por isso que estes Beoplay H9 são considerados como auscultadores de luxo, ao trazer um design de topo, autonomia até dizer chega, e claro, qualidade de música aliada a um excelente cancelamento de ruído ativo.

No entanto, o preço poderá não ser o mais apelativo para o mais comum dos mortais… Será que valem mesmo a pena? Vamos tentar perceber.

(Análise) Auscultadores Bang & Olufsen Beoplay H9: Uma palavra… Premium!

Beoplay

Muito resumidamente, não há grandes dúvidas que estamos a falar de um produto simplesmente brutal se quer ouvir música. Apenas um louco iria dizer que é um produto fraco. No entanto, quando temos uma marca a competir com as gigantes do som Sony e Bose, com preços similares ou mais altos, é que a coisa fica complicada.

Mas vamos por partes.

Design

Na minha opinião, e para as minhas orelhas, temos aqui um produto super confortável. Algo que na verdade não foi a minha primeira sensação quando tirei os auscultadores da caixa! No entanto, assim que tive a oportunidade de meter os Beoplay H9 na cabeça, é imediatamente possível perceber o porquê deste design.

beoplay

Dito isto, tenho utilizado os H9 todos os dias enquanto trabalho para a Leak.pt durante estes tempos de quarentena, por vezes 4 ou 5 horas seguidas, e desconforto nunca foi grande problema. Sim, por vezes sinto as orelhas quentes, mas como deve imaginar, muito dificilmente irá conseguir evitar este fenómeno se utilizar auscultadores durante 5 horas seguidas. Reparei que alguns utilizadores se queixam da parte de cima dos auscultadores a fazer pressão no topo da cabeça, mas no meu caso, nunca senti nada a não ser conforto.

Cada ‘cup’ usa uma camada muito espessa de espuma para não só ‘agarrar’ toda a orelha, como também aumentar os níveis de conforto. Além de tudo isto, também consegue selar muito bem o som vindo de fora, obviamente uma grande vantagem para um produto focado no cancelamento de ruído.

Entretanto, o corpo deste produto é feito a partir de vários materiais como alumínio para manter a resistência da estrutura, bem como plásticos de alta qualidade para manter toda a build maleável mas também leve. Contudo, se por acaso for vegan ou gostar muito de animais, fique a saber que a pele utilizada neste produto é ‘natural’, ou seja, é genuína.

Em suma, os Beoplay H9 3rd Gen são bonitos e bem construidos. É uma compra que provavelmente durará anos, ao mesmo tempo que lhe irá oferecer um ‘look’ mais premium em relação ao que a Sony e Bose oferecem.

Performance

No campo da performance é fácil dizer que não temos grandes razões de queixa. Os Beoplay H9 3rd Gen da B&O oferecem todas as funcionalidades que poderia desejar neste segmento de mercado. Ao fim ao cabo, temos Google Assistente (com botão dedicado), bem como cancelamento de ruído ativo (ANC) com uma performance muito satisfatória apesar de ficar uns furos abaixo daquilo que a Bose e Sony oferecem.

Mas dou o melhor exemplo possível para perceber a qualidade do sistema de cancelamento de ruído… Como deve saber, estamos a viver um período super estranho, com muito boa gente em casa a trabalhar ou simplesmente à espera para voltar a trabalhar. Por isso, nestes últimos 2 meses tenho aproveitado este produto para trabalhar sem ter que ouvir o que se passa em minha casa (um local agora de trabalho onde vivem 4 pessoas, um cão, duas caturras e um piriquito)… E meus amigos, missão cumprida, obrigado Bang & Olufsen!

Especialmente porque ao contrário das soluções da Sony e Bose, nunca senti um aumento de pressão nos ouvidos. É um ANC menos potente, mas seguramente mais confortável.

Qualidade de som

Aqui podemos encontrar drivers de 40mm como em qualquer produto da mesma gama de preços (como os Sony WH-1000XM3). Por isso, tal e qual como os rivais, a qualidade de som está toda lá. O problema é a diferença de preço entre este produto e os ademais rivais, quando o som é tão similar.

Controlos touch

Em boa verdade, não sou o maior fã dos controlos ’touch’ que as fabricantes adoram implementar nos seus produtos áudio. Ainda assim, parece-me que a B&O fez um trabalho melhor em comparação ao que a Sony fez nos seus MX3 ou a Bose fez nos recentes Obsidian que tive a oportunidade de testar no início do ano. Mudar de faixa é super simples, ligar/desligar o ANC também. Sim, às vezes vai ter problemas com os controlos, mas podia ser bem pior.

Bateria

Quando falamos acerca de um produto sem fios, a bateria é sempre um dos campos que mais atenção merece. Dito isto, aqui estamos bem servidos com uma autonomia de ~25 horas. Curiosamente, os Beoplay começam imediatamente a avisar o utilizador que o ‘sumo’ está a acabar para não permitir que o espetáculo de música.

Além disto, se por ventura não tiver um carregador USB-C ao pé de mim, pode simplesmente ligar o cabo AUX que vem na caixa. Mas… Boa sorte a encontrar um smartphone que ainda tenha esta entrada..

Conclusão

Na minha opinião, o grande problema deste produto é o seu preço. De resto, não vejo grandes motivos para não o recomendar.

Por isso, se por acaso quiser uns auscultadores que mostrem todo o seu estilo, e não se importa com o dinheiro que tem de pagar, é muito provável que tenha aqui um produto pensado para si. Contudo, não se esqueça que a Bose e Sony tem produtos muito similares a preços mais baixos se encontrar uma boa promoção.

Entretanto, a GMS Store tem estes meninos em promoção (-25%), veja aqui.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário