Análise ASUS Prime Z390-A – A ASUS é uma super fabricante que apesar de na sua origem, ter sido muito focada no hardware para PC, neste momento faz de tudo um pouco, e com muito sucesso em todas as áreas em que tenta entrar.

Ainda assim, é inegável dizer, que continua a ser uma das fabricantes de motherboards mais conhecidas da indústria, e isto não pode ser por acaso!

A qualidade de construção, e a atenção ao detalhe encontra-se em todos os produtos da empresa, e isso é de louvar.

ASUS Z390 Prime

No entanto, muitas das vezes, os consumidores que pretendem adquirir uma nova motherboard ASUS, acabam apenas por olhar para a gama Strix, ou TUF Gaming, esquecendo o resto da oferta.

O que acaba por ser uma estratégia errada, com uma gama tão ampla, e qualidade! Mas vamos por partes…

Primeiramente, estes foram os componentes que utilizámos para a montagem:

A montagem foi extremamente fácil, e o produto final ficou brutal!


Dito isto, caso não saiba, a motherboard Z390-A Prime, é a solução de entrada de gama da ASUS, para o excelente chipset Intel Z390

E muito curiosamente, é também um caso de sucesso no mercado, com índices de vendas brutais… Mas porquê? É isso que vamos tentar perceber com esta análise.

ASUS Prime Z390

Pois bem, dentro da caixa, encontramos, a motherboard propriamente dita bem como:

  • 3 cabos SATA,
  • Suporte para uma ventoinha,
  • Um ‘Q-Connector’,
  • Parafuso para instalação de SSD M.2
  • Uma SLI HB Bridge
  • DVD com as Drivers
  • Documentação

A motherboard ASUS Prime Z390-A

ASUS Z390 Prime

Primeiramente, é uma board ATX, por isso, irá muito provavelmente caber em qualquer caixa de tamanho ‘normal’ do mercado. No entanto, como não estamos a lidar com as gamas mais ‘Premium’ da ASUS, não vamos ter o clássico e estiloso PCB BackShield.

Assim, a grande novidade desta motherboard, é a inclusão do novo chipset Z390, que apesar de ter o mesmo suporte do ‘velhinho’ Z370, traz consigo algumas novidades.

O chipset Z390 é sem dúvida muito idêntico ao seu antecessor. (Diferenças a vermelho)

Portanto, se esquecer-mos estas pequenas diferenças… São exatamente o mesmo chip, que também têm suporte aos mesmos exatos processadores! Nomeadamente a oitava geração e nona geração de processadores Intel Core. (Coffee Lake e Coffee Lake Refresh)

A motherboard

Ao utilizar um chipset muito similar ao Z370, é por demais óbvio, que estamos a falar do clássico socket LGA 1151

Em boa verdade, a Intel já utiliza o socket LGA 1151 para os seus processadores pensados para o mercado tradicional de consumo, há muitos anos. Contudo, odeia estender a compatibilidade aos chips mais antigos como o Z170 e Z270.

Assim, se por acaso já montou um PC com processador Intel na última década, é bem provável que se sinta em casa com esta motherboard ASUS Prime Z390-A

ASUS Z390 Prime

Quanto ao suporte de memória RAM, estamos perante mais um dia no escritório… Temos a clássica configuração Dual-Channel, que consegue suportar até 64GB de memória DDR4, com OC até 4266MHz. (Mais 266MHz, que a agora antiga Z370-A Prime)

Posteriormente, quanto ao armazenamento, temos uma configuração dual M.2 SSD! Bem como suporte a armazenamento Intel Optane, como já é normal nestes chipsets.

O que por sua vez, irá permitir aos módulos M.2, velocidades de transferência na ordem dos 32Gbps.

Pois bem, mas com esta velocidade, é bem provável que o sistema aqueça, e por isso, perca algum desempenho… Ou talvez não!

Porque a ASUS sabe que isto pode acontecer, e preparou uma solução, ao mudar um pouco o design de montagem dos SSD. Bem como ao equipar a motherboard com uma configuração de ‘heatsinks’ de maneira a dissipar o calor da melhor maneira possível.

Já em cima mencionei que a ASUS continua a ser muito popular no mercado, devido a estas pequenas decisões, que nos conquista o coração de entusiasta de PCs!

Pois bem, já que estamos a falar de armazenamento, temos de dizer que temos também 6 entradas SATA 3, cada uma capaz de uma taxa de transferência de 6 Gbps.

PCIe Lanes

Quanto às linhas de comunicação PCIe, temos uma quantidade bastante decente de 24, tal e qual como as 3 anteriores gerações de boards. Portanto, ter duas placas gráficas não será grande problema para a Z390-A Prime!

Afinal de contas, aqui temos tanto suporte ao NVIDIA SLI, como ao AMD Radeon Crossfire.

I/O e conectividade

ASUS Z390 Prime

Na ASUS Z390-A Prime, temos

  • 1x Connector PS/2 (Rato ou Teclado)
  • 2x USB 2.0 RX/TX 480 Mbps
  • 4x USB 3.1 2nd Gen. ( 3 type A + 1 Type C) RX/TX 10 Gbps
  • 2x Saídas de Imagem : 1 HDM 1.4B + DisplayPort 1.2
  • 1x l219-V Gigabit Lan
  • Realtek S1220a 8 channelHD Crystal Sound 3

Já que anteriormente falámos de entusiastas de PC, temos de salientar que a Z390-A Prime, apesar de ser uma solução de entrada de gama… Tem tudo aquilo que um fã de PCs pode desejar!

Nomeadamente, se pretende instalar várias ventoinhas RGB, ou apenas um sistema arrefecimento a água, seja ele ‘All-in-One’, ou uma solução personalizada.

ASUS AURA

Claro que em 2019, temos de ter um qualquer tipo de sistema de iluminação RGB, e ASUS sabe disso… Por isso, temos aqui suporte ao ASUS Aura!

Aqui, podemos dizer que Prime Z390-A, além de robusta e bem equipada, tem também um ‘Look’ muito apelativo, especialmente se gosta de luzinhas! Vindo equipada com duas faixas de luzes RGB, bem como uma autêntico espectáculo de luz, na caixa protetora dos connectores I/O

No entanto, infelizmente, uma das faixas RGB vai ficar escondida, se tiver uma placa gráfica ‘grande’, como esta Strix RTX 2080 Ti, que também tivemos a oportunidade de testar.

Conclusão

Apesar da ASUS ter preferido mudar mais o design, que a quantidade de funcionalidades, em comparação à anterior board.

A verdade é que a Prime Z390-A, é uma excelente motherboard, com uma qualidade premium, e com tudo aquilo que precisa para ter um excelente PC a funcionar 24 horas por dia! Tudo isto, com um preço bastante apelativo, a rondar os 180€.

No entanto, se quiser fazer um OC mais agressivo, ou se por acaso já tem uma board Z370, não me parece que valha a pena optar por esta solução.

Entretanto, se por acaso, está preso num chipset mais antigo, então tem aqui uma excelente solução!


Ademais, partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo!