AMD Ryzen 3000 podem vir a ser os CPUs mais poderosos de sempre

AMD Ryzen 3000

Como já deve saber, a AMD tem uma grande gama de processadores a caminho, com data de lançamento marcada para Julho de 2019. Os AMD Ryzen 3000, baseados na arquitetura Zen 2 de 7nm.

AMD Ryzen 3000 – Processadores, que cada vez mais, prometem remeter a Intel para a segunda posição do mercado!

Afinal de contas, a nova gama de CPUs deverá trazer melhorias dramáticas em relação aos atuais Ryzen 2000.

Isto, segundo todos os ‘leaks’ e rumores que têm chegado à Internet.

Portanto, visto que estamos cada vez mais próximos da revelação oficial, eis tudo o que precisa de saber, sobre os processadores da AMD.

Preço e especificações

Pois bem, segundo as mais recentes informações, a AMD vai lançar 10 novos processadores Ryzen 3000. Repetindo as linhas Ryzen 3, Ryzen 5 e Ryzen 7, mas também adicionando uma nova gama… Ryzen 9, que deverá rivalizar diretamente com os muito recentes Intel Core i9, no mercado de consumo tradicional.

Inegavelmente, deverá ser bastante interessante, ver o próximo topo de gama da AMD, com 16 núcleos e a nova arquitetura Zen 2 de 7nm, contra o melhor que a Intel tem para oferecer. Mas primeiramente, vamos aos novos detalhes!

AMD Ryzen 9 3850X e 3800X – Processadores de 16 núcleos e 32 threads, capazes de chegar aos 5.1GHz

especificações dos AMD Ryzen

Ao contrário da Intel, que apenas lançou o Core i9-9900K, a AMD está a planear dois processadores para a gama Ryzen 9… Os Ryzen 9 3850X e Ryzen 3800X.

Ambos os processadores irão possuir os mesmos 16 núcleos e 32 threads. Contudo, o 3850X irá ter a frequência base de 4.3GHz, e o ‘Boost’ de 5.1GHz (135W de TDP). Enquanto o 3800X irá ter a frequência base de 3.9GHz e o ‘Boost’ de 4.7GHz (125W de TDP).

AMD Ryzen 7 3700X e 3700 – 12 núcleos, 24 threads e frequências significativamente mais altas!

especificações dos AMD Ryzen

Na gama AMD Ryzen 7, a empresa está a planear lançar dois processadores, os Ryzen 7 3700X e 3700. Isto, numa repetição da receita de sucesso ‘X’ e ‘Non-X’, em que apenas as frequências e o TDP mudam.



Dito isto, o Ryzen 7 3700X irá contar com 12 núcleos e 24 threads, com a frequência base de 4.2GHz e o ‘Boost’ de 5.0GHz. (105W de TDP) Por outro lado, o Ryzen 7 3700, irá ter uma frequência base um pouco mais baixa nos 3.8GHz, contando ainda com um ‘Boost’ de 4.6GHz. (95W de TDP)

Vai ser curioso, perceber se a AMD irá continuar com a sua estratégia de preços, oferecendo o Ryzen 7 3700 a um preço similar ao do atual topo de gama Ryzen 7 2700.

AMD Ryzen 5 3600X e 3600 – 8 núcleos e 16 threads, baseados na nova arquitetura Zen 2 de 7nm

Depois temos a gama média, que vai deixar os 6 núcleos para trás, chegando agora ao mercado com 8 núcleos e 16 threads.

Pois bem, o Ryzen 5 3600X irá contar com a frequência base de 4.0GHz, conseguindo alcançar os 4.8GHz em ‘Boost. (95W de TDP)

Já o Ryzen 5 3600, irá ter a frequência base de 3.6GHz, chegando apenas aos 4.4GHz em ‘Boost’. (65W de TDP)

AMD Ryzen 3 3300X e 3300 – 6 núcleos e 12 threads, por cerca de 150$

especificações dos AMD Ryzen

Por fim, temos a gama mais baixa, Ryzen 3, que deverá competir com os Intel Core i3.

Aqui, a AMD vai deixar os quad-core na gaveta, apostando apenas nos hexa-core, para cima, com o Ryzen 3 3300X que irá contar com a frequência base de 3.5GHz, chegando aos 4.3GHz em ‘Boost’. E posteriormente, o Ryzen 3 3300, com a frequência base de 3.2GHz e ‘Boost’ de 4.0GHz.

Disponibilidade (Data de Lançamento)

Numa apresentação aos investidores, a AMD acabou de confirmar que a terceira geração de processadores Ryzen e Ryzen Threadripper, irá ser lançada ainda este ano, muito provavelmente no verão.

Lançamento dos AMD Ryzen 3000 e Ryzen Threadripper 3000 baseados na arquitetura ‘Zen 2’ confirmado para o segundo semestre de 2019



Em boa verdade, os processadores AMD Ryzen e AMD Ryzen Threadripper, têm mercados completamente diferentes. Enquanto os CPUs Ryzen foram desenhados para o mercado de consumo tradicional (AM4), os Ryzen Threadripper foram criados para os entusiastas mais exigentes, e consumidores que precisam de performance a sério, sem compromissos (TR4).

Lançamento dos AMD Ryzen 3000

No entanto, ambas as famílias de processadores são baseadas na arquitetura Zen 2, que por sua vez, utiliza o excelente processo de produção de 7nm da TSMC.

Dito isto, a AMD re-afirmou que a sua nova oferta irá chegar ao mercado no início de Julho.

É preciso ter em consideração, que não é apenas o processo de produção que vai mudar… A AMD fez muitas alterações a nível arquitetural, onde podemos agora encontrar um ‘pipeline’ de execução completamente redesenhado, grandes avanços nos cálculos de virgula flutuante, bem como um grande aumento na largura de banda.

Mas talvez mais importante que tudo isto… Vamos ter uma duplicação do número de núcleos e threads! Aliás, o novo processador topo de gama, deverá contar com 16 núcleos e umas estonteantes 32 threads.

Melhorias da nova arquitetura ‘Zen 2’

  • Pipeline de Execução melhorado
  • Melhorada a performance de cálculos de virgula flutuante
  • Duplicada a densidade de núcleos
  • Eficiência melhorada
  • Melhorada a predição de ramos
  • Cache de instruções otimizada
  • Cache maior
  • Maior largura de banda

Similarmente, a arquitetura Zen 2, também traz muitas melhorias a nível de segurança. Solidificando assim, as correcções feitas contra as vulnerabilidades Spectre e Meltdown que tanto deram que falar em 2018.

Arquitetura e Performance

Como já deve ter percebido, os processadores Ryzen 3000, vão ser baseados na arquitetura Zen 2, sucessora das muito populares Zen e Zen+, usadas nas primeiras geração de processadores.

É um salto geracional, que representa um autêntico redesign dos CPUs, bem como um encolhimento de certos componentes! Sim, leu bem, certos componentes… Porque, para evitar aquilo que está a acontecer com os 10nm da Intel, a AMD resolveu adotar um novo design de produção, ‘Chiplets’.

A ideia é juntar os núcleos ‘Zen 2’ de 7nm, a um processador de I/O de 14nm, oferecendo assim aos núcleos de processamento, acesso direto à memória.

Algo que deverá aumentar o desempenho e diminuir a latência.

Este design foi mencionado, na apresentação do CPU para servidores Epyc ‘Rome’, e que por sua vez, foi confirmado pelo leak de AdoredTV, no passado mês de Dezembro. Curiosamente, esse mesmo vídeo mencionava que os processadores Quad-Cores iriam desaparecer da gama de processadores Ryzen, o que os novos ‘Leaks’ confirmam.

Se isto for tudo realmente verdade, a nova arquitetura Zen 2, irá trazer melhorias gigantescas, em relação às ‘velhinhas’ arquiteturas Zen e Zen+.

Isto já para não falar, que vamos finalmente receber processadores com 16 núcleos de processamento e umas imensas 32 threads… Tudo isto, num ‘pacote’ com o mesmo TDP e maiores frequências!



Sim, as frequências vão aumentar significativamente. Aliás, é bem provável que a AMD lance um processador capaz de alcançar os 5GHz em ‘Boost Clock’. (Em todos os núcleos)

Claro que ainda não sabemos se a AMD vai ser capaz de derrotar a Intel no IPC, nomeadamente nos jogos. Que inegavelmente, ainda preferem qualidade, ao invés da quantidade.

No entanto, tendo em conta as melhorias que a AMD fez com os Ryzen 2000, e as melhorias no IPC que andam pela Internet nos novos processadores. É bem provável que a diferença seja agora residual. E que o número de núcleos avassalador, meta a Intel no bolso da AMD.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo!