AMD Epyc Rome – Processador de 64 ‘cores’ faz a concorrência comer pó!

AMD Epyc Rome – Um benchmark de um dos novos processadores de servidores baseado na próxima geração de 7nm da AMD acabou de chegar à Internet!

A publicação nos fóruns da ChipHell é presumivelmente da próxima geração de 7nm que estará disponível no próximo ano de 2019 para servidores.  Estes mostrar-se-ão incríveis em multitasking.

AMD 7nm – Mas talvez mais interessante que tudo isto… Temos um gostinho daquilo que a AMD irá ser capaz de oferecer no futuro! Tanto em servidores como no mercado Desktop.

Em suma, o CPU de 7nm EPYC Rome de 64 Núcleos, vai ser supostamente o processador mais rápido de 2019 para servidores!

AMD Epyc Rome

Este chip AMD Epyc Rome foi testado no Cinebench R15, marcando uns impressionantes 12.587 pontos!

É preciso salientar, que estes processadores estão muito além de qualquer processador da atual geração!

Afinal de contas, no mesmo teste… O Ryzen Threadripper 2990WX pontua aproximadamente 5500 pontos com os seus 32 núcleos e 64 threads!

Os leaks que estamos a ver mostram mais do que o dobro do desempenho do flagship da Threadripper SKU. Dito isto, em paralelo temos também o EPYC 7601 SKU, que pontua cerca de 6000 pontos, devido ao suporte de memória de 8 canais em comparação com o de 4 canais nos processadores Threadripper.

AMD Epyc Rome

A AMD afirma que estes CPUs EPYC Rome irão competir de igual para igual com a futura oferta da Intel!

Os processadores EPYC Rome não competem com a atual família Cascade Lake-SP Xeon. Em vez disso, foram projetados para competir favoravelmente contra os processadores Ice Lake-SP Xeon.

Em síntese, as coisas parecem estar muito boas para a AMD! Restando cada vez menos dúvidas que a AMD recuperou imenso no campo de servidores com a linhagem EPYC.

A AMD atacou na hora certa, com a Intel fragilizada!

A rival da AMD tem feito pouco ou nenhum progresso a ser feito no desenvolvimento do processo de 10nm (pode ler mais sobre o assunto aqui).Claro que a própria plataforma Purley da Intel deveria oferecer uma boa quantidade de recursos para os consumidores, mas a EPYC fez com que parecesse uma brincadeira de crianças.

Fonte