Ticwatch Pro

Aleluia! A Google atualizou o Wear OS com ‘Tiles’ (Widgets)! – Já falei várias vezes na Leak, sobre o estado o sistema operativo para smartwatches da Google, denominado de Wear OS… É que em boa verdade, começa a ser desesperante, a falta de trabalho existente no SO! Isto, enquanto o Apple Watch continua a evoluir, e a ser cada vez mais útil para o seu utilizador.

Afinal de contas, até as principais fabricantes, como a Huawei e Samsung, já decidiram abandonar a plataforma, para apostar nas suas próprias soluções! Curiosamente, a Huawei até teve bastante sucesso com os seus Huawei Watch 1 e 2

Huawei Watch, o Wear OS
Huawei Watch 2


No entanto, parece que as coisas estão prestes a mudar… É que durante o mês de Maio, a Google irá lançar aos poucos, um novo elemento para a interface dos smartwatches Wear OS, que deverá melhorar significativamente a experiência de utilização

A nova funcionalidade, de seu nome ‘Tiles’, significa a introdução de widgets ‘deslizáveis’, o que na verdade, faz lembrar a interface do sistema operativo dos smartwatches da Samsung, Tizen.

Dito isto, a ideia aqui, é tornar a informação mais dinâmica, e de fácil acesso, com sugestões do Google Assistant e Google Fit.

Mas para explicar de forma mais detalhada, a Google fez uma publicação no seu blog, dizendo que os ‘Tiles’ vão estar agrupados dentro das seguintes categorias:

  • Objetivos
  • Próximo Evento
  • Previsão (Meteorologia)
  • Pulsação
  • Manchetes
  • Temporizador

Assim, basta andar para o lado direito na interface, e vamos encontrar todas estas ‘Tiles’, com a possibilidade de as organizar como bem entendermos. (Tal e qual como no Galaxy Watch)

Portanto, se por acaso for dono de um smartwatch Wear OS, deverá receber esta atualização nas próximas semanas. Além disso, a Google também irá falar sobre esta, e outras novidades, no I/O 2019, que começa já na próxima semana.

Contudo, é preciso ter em conta, que esta nova funcionalidade poderá depender do modelo do seu smartwatch, smartphone e claro… País onde vive.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.