Agora é a vez do Iraque dizer adeus ao Fortnite e ao PUBG

Nos últimos dois meses, o conhecido jogo PlayerUnknown foi proibido em vários países. Agora, o Iraque tornou-se no mais recente país a banir este jogo. No entanto, não ficou sozinho. É que o seu rival, Fortnite, seguiu o mesmo caminho.

Dizer adeus ao Fornite ou ao PUGB era algo com que os jogadores iraquianos não contavam! 

Na quarta-feira, o parlamento iraquiano votou pela proibição de ambos os títulos on-line – resultado da sua suposta influência “negativa” sobre os jovens.

Sony cross-platform

Assim, a Reuters relata que a proibição foi imposta  “devido aos efeitos negativos causados ​​por alguns jogos eletrónicos ao nível da saúde, cultura e segurança da sociedade iraquiana, incluindo ameaças sociais e morais às crianças e jovens”.

No mês passado, o PUBG foi banido no estado indiano de Gujarat. Alguns dias depois desta lei ter entrado em vigor, dez estudantes universitários foram presos por não a cumprirem.

pubg

O Nepal fez o mesmo na semana passada, proibindo oficialmente o PUBG. Assim, o objetivo foi o de colocarem um ponto final no vício e prevenirem a violência entre os jovens. Jogar PUBG nesse país é agora uma ofensa punível. Entretanto, nem o Nepal nem o Gujarat proibiram o jogo Fortnite.

O clérigo xiita iraquiano Moqtada al-Sadr, uma das figuras religiosas e populares mais influentes do país, pediu que o governo proibisse os jogos de Battle Royale. “O que ganha  se matar uma ou duas pessoas no PUBG? Não é um jogo de inteligência ou um jogo militar que ensina a forma correta de lutar ”, afirmou este responsável.

PUBG

Como devem imaginar, a proibição provocou a ira de muitos cidadãos iraquianos. Num país com elevadas taxas de desemprego, corrupção e muitos outros problemas sociais e económicos, a proibição de alguns videojogos parece um caso de prioridades trocadas. É que analisando os tempos mais recentes, o parlamento aprovou apenas uma lei desde setembro de 2018 – um orçamento federal de 2019. Uma lei emitida em janeiro.

Entretanto, acham que havia alguma possibilidade disso acontecer no nosso país? Contem-nos tudo nos comentários.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário