Inicio Android Afinal quanto custa produzir o dobrável Samung Galaxy F?

Afinal quanto custa produzir o dobrável Samung Galaxy F?

Uma empresa coreana que analisa com regularidade o mercado, a CGS-CIMB Research, resolveu avaliar a Lista de Materiais com que é feito o novo telemóvel dobrável da Samsung, o Galaxy F. Mais do que isso comparou-o com o Galaxy S9+ e um iPhone XS Max. Mas afinal quanto custa produzir o novo dobrável?

Não é difícil descobrirmos qual o elemento mais caro

Como deve imaginar não é difícil descobrirmos o elemento mais caro da nova aposta da Samsung. Pois bem, trata-se do ecrã, ou melhor, ecrãs. É que o Galaxy F conta com um grande painel de 7.3 polegadas que se dobra ao meio e que está ao lado de um ecrã externo de 4,58 polegadas. Destaca-se ainda a inclusão de duas baterias, apesar de isto não aumentar muito o preço. A capacidade total da bateria deve situar-se entre os 5000 e os 6000 mAh.

O preço de produção é quase o dobro do iPhone e S9+.

Claro que o dispositivo será mais caro que os concorrentes. Ainda assim, este preço final vai permitir garantir uma margem para a Samsung de 65%, o que é muito bom para o fabricante. Esta margem é igual à da Apple no iPhone XS Max. Já no caso do S9+ a margem era de 55%.

Assim, o dispositivo dobrável da Samsung chega com um preço a rondar os 1800 dólares nos Estados Unidos. É verdade que é caro, mas ainda assim, será o primeiro dispositivo dobrável.

Ao nível das vendas, os analistas consideram que serão vendidos cerca de 3,5 milhões de unidades de telefones dobráveis ​​no próximo ano, um número que subirá rapidamente para 24 milhões de unidades em 2022.

Os preços eventualmente vão reduzir de forma gradual.

O custo médio de um telemóvel dobrável em 2022 deverá rondar os 1300 Euros.

Entretanto a concorrência poderá baixar ainda mais este preço.

A Samsung Display é um dos principais players neste momento e tem a capacidade de produzir 1 milhão de ecrãs dobráveis ​​por ano.

Entretanto, a LG Display vai alcançar esta mesma meta em 2020.

Da mesma forma, os fabricantes de placas de circuito impresso e baterias dobráveis ​​também podem vir a lucrar muito com os telemóveis dobráveis.

via Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Leia também

Sony já ganha em Espanha! PS5 vendeu mais que a Xbox Series X!

As consolas da nova geração já chegaram ao mercado, e agora a luta continua no número de vendas que cada uma alcança nesta fase...

Não é só The Witcher! O “Super Homem” tem outros projetos brutais!

Henry Cavill é bastante conhecido em todo o mundo pelos seus mais diversos filmes. No entanto, foi com o "Super Homem" e agora mais...

La Casa de Papel: há uma novidade na estreia da quinta temporada

A pandemia de COVID-19 não tem facilitado em nada o lançamento de novos filmes e também de novas séries / temporadas para a Netflix....

Samsung lidera nos smartphones, Xiaomi cresce e Huawei cai

A pandemia de COVID-19 levou a um forte declínio no mercado de smartphones este ano. No entanto, no terceiro trimestre de 2020, começámos a...

Samsung Galaxy Z Fold 3 chega com o mesmo preço do Fold 2!

Há uma semana falou-se que a Samsung tinha confirmado o lançamento do Galaxy Z Fold 3 em Junho de 2021. Depois foi dito que...