Intel

Mais um dia, mais uma notícia de um parceiro da Intel à rasca devido às dificuldades nas linhas de produção de 14nm e 10nm da empresa. Parece que a gigante dos micro-processadores está mesmo numa espiral negativa, mesmo tendo em conta os lucros recorde de 2019.



Afinal de contas, é inegável que a Intel está a passar por um mau bocado! Especialmente no fornecimento de componentes a parceiros extremamente valiosos como a HP, Lenovo, Dell, etc…

A Dell baixou as suas expetativas de receita para 2019, devido às dificuldades de produção da Intel!

Intel

Portanto, a Dell teve de rever as suas contas para o último trimestre do ano, graças às contínuas dificuldades de produção da Intel nas linhas de 14nm e 10nm. O que resultou numa quebra de 5% na bolsa de valores para a parceira da Intel. Ora leia:

“A escassez de CPUs Intel continua a piorar de trimestre a trimestre, algo que está agora a ter impacto nos nossos negócios de PC comerciais e PC Premium para os consumidores no último trimestre do ano.”

Enquanto a empresa lida com as dificuldades, a rival AMD domina o mercado tradicional de consumo, e já se prepara para dominar o mundo dos servidores 

Estes problemas não são facilmente solucionados… Ao fim ao cabo, a Intel não simplesmente produzir mais produtos de 14nm para responder à procura. Visto que é necessário olhar para o futuro e continuar a apostar nas linhas de 10nm e 7nm.



Afinal, a AMD já se encontra a dominar o mercado de processadores com os seus produtos de 7nm. E claro está, no próximo ano vai melhorar ainda mais a performance graças à introdução de produtos baseados no processo de 7nm+ da TMSC.

Entretanto, a Intel deverá começar a apostar forte e feio nos afamados 10nm, diminuindo gradualmente a produção dos 14nm. (Tudo isto apesar dos rumores a sugerir um cancelamento de vários produtos de 10nm)


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco o que pensa sobre tudo isto nos comentários em baixo.

Fonte

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.