iPhone, YouTube para Android à

Não é grande novidade quando dizemos que hoje em dia os utilizadores estão mais atentos à partilha da sua informação privada. Especialmente, quando falamos da sua informação geográfica.

Dito isto, com a ainda recente atualização do Sistema Operativo Apple iOS (versão 13), quem tem um iPhone começou a receber vários avisos regulares, sempre que uma aplicação tentava aceder à sua localização. Oferecendo três hipóteses:

  • Permitir partilha de informação em qualquer altura
  • Permitir partilha apenas quando a aplicação está aberta
  • Permissão de partilha de informação apenas daquela vez

Pois bem, 4 meses depois do lançamento do iOS 13, parece que a atualização resultou numa queda abruta na partilha de informação de localização por parte dos utilizadores. O que claro está, tem um sério impacto na indústria dos anúncios publicitários baseados na localização.



A Apple quer ‘matar’ os anúncios baseados na localização! 

iPhones de 2020

Portanto, parece que a percentagem de utilizadores a partilhar este tipo de informação desceu para menos de 50%. Isto segundo Benoit Grouchko, responsável pela empresa Teemo que atua neste espaço. Para ter noção da queda, esta percentagem estava muito perto dos 100% em 2017!

Ou seja, as taxas eram mais altas, quando os utilizadores simplesmente não sabiam que tinham uma opção. Que afinal, a partilha deste tipo de dados não era de todo obrigatória. Afinal de contas, após instaladas, a grande maioria das aplicações iria aceder aos dados privados sem qualquer tipo de pedido de permissão.

Assim, com as últimas jogadas da Apple no mundo da privacidade, os utilizadores estão agora mais cientes que têm uma escolha. E claro, muitas das vezes a resposta é um redondo não à partilha de informação. Aliás, nas 6 semanas após o lançamento do iOS 13, 80% dos utilizadores pararam completamente com os processos em segundo plano que monitorizavam a sua localização.

O que por sua vez resultou num grave problema para todas as agências de marketing que precisam desta informação como pão para a boca!


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.