Inicio Apple A Apple está mesmo confiante no novo M1. Tem razões para isso?

A Apple está mesmo confiante no novo M1. Tem razões para isso?

Quando falamos da Apple, a cabeça dos consumidores vai logo para o iPhone. No entanto, na minha opinião, o evento de lançamento mais importante da gigante Norte Americana aconteceu no passado dia 10… Onde ficámos a conhecer 3 novos Macs, todos eles baseados num novo e curioso processador ARM.

Sim, a partir de agora, para a Apple, a Intel é carta fora do baralho!

Ou seja, os reputados MacBooks vão começar a chegar ao mercado com chips da autoria da Apple e tecnologia de produção da TSMC.

Assim, a Apple livra-se de todos os problemas de produção da Intel que infelizmente ainda se encontra presa nos 14nm e anda a ‘experimentar’ com um processo de 10nm que é na verdade ‘coxo’. Conseguindo unificar todo um ecossistema! Afinal, vai ser possível correr apps do iPhone nos novos MacBooks de forma nativa. O que por sua vez, traz algumas vantagens mas também desvantagens.

Mas vamos por partes.



A Apple está mesmo muito confiante no novo M1… Tem razões para isso?

Apple confiante

Portanto, o muito recente evento da Apple revelou 3 novos computadores, um MacBook Air, um MacBook Pro (ambos de 13”) e ainda um Mac mini. Todos eles baseados no novo SoC M1 que é na verdade um Apple A14X Bionic com alguns esteroides em cima.

Isto oferece o quê? Bem, temos um processador de 10W a conseguir igualar ou até ultrapassar algumas ofertas bem mais sedentas de energia da Intel e AMD. O que claro está, resulta numa autonomia simplesmente fantástica. Afinal de contas, 20 horas de autonomia num portátil não é agora impossível.

No entanto, como a arquitetura é agora ARM em vez x86, muitas das aplicações que funcionam em toda a gama de MacBooks no mercado ou funciona mal, ou simplesmente não funciona. (Já vamos falar mais sobre isto!)

Ainda assim, se há coisa que a Apple é simplesmente fenomenal, é no suporte de software aos seus aparelhos. Por isso, mesmo que os primeiros modelos sofram um pouco no início, que não existam dúvidas, esta é uma pequena época de transição, e quem vai ficar a sofrer é mesmo quem tem um MacBook baseado num processador Intel, que entretanto deverão ficar sem suporte dentro de alguns anos.

A Apple está super confiante! Porquê?

Primeiramente, a Apple está a fazer promessas no campo da bateria que são simplesmente bombásticas. Afinal, a fabricante está a prometer 18 horas de autonomia a ver vídeo, o que é mais ou menos o dobro do que a marca promete nos seus portáteis Intel.

Mas isto nem é grande novidade! Afinal, não é novidade que a arquitetura ARM é mais eficiente e poderosa watt por warr. E claro, também não é grande novidade que a Apple tem talento no design destes chips, basta olhar para o histórico da performance dos seus iPhones e iPads em comparação ao que o mundo Android tem sido capaz de oferecer.

Época de Transição – A solução tem o nome de Rosetta 2?

Como disse em cima, as aplicações x86 funcionam mal ou não funcionam nos novos portáteis da Apple. Mas a gigante da maçã tem uma solução, uma espécie de emulador com o nome de Rosetta 2.

Como é óbvio, se por acaso já mexeu no Windows 10 ARM, emular aplicações x86 mete um pouco de medo. No entanto, a Apple garante que vai ser possível tirar mais performance de algumas aplicações especializadas através da Rosetta, do que ao executá-las através de um CPU Intel… O que é difícil de acreditar mas parece mesmo ser verdade.

Entretanto, de forma bem curiosa, a Apple diz que as coisas ‘simplesmente funcionam’, o que é inegavelmente uma grande segurança para quem ficou interessado nestes novos portáteis.

A Apple está tão confiante que até deixou de vender o MacBook Air com processador Intel!

Caso não saiba, o MacBook Air é o portátil que mais vende na gama da Apple. No entanto, a empresa decidiu retirar o Air baseado na tecnologia da Intel… O que é simplesmente estrondoso, quando temos em conta que em 2020, a gama de portáteis Mac voltou a dar dinheiro a sério à empresa.

Ou seja, temos aqui um risco grande, mas que em contrapartida também mostra toda a confiança que a Apple tem nas suas novas máquinas.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

 

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também

Windows 10: AMD, Nvidia e Intel têm novos updates! Atualize já

Todos queremos um PC a dar o máximo e sobretudo que esteja pronto para as próximas versões do Windows 10 e também para os...

Mega-promoção 2020 Cyber Week: Windows 10 a 7 Euros

Apesar da grande venda da Black Friday já ter acabado, assim como a Cyber Monday, as megapromoções não param. Assim, a Godeal24.com já preparou...

Google Fotos acaba de receber uma grande novidade! Atualize já

Em Setembro do ano passado, a Google adicionou uma nova visualização de memórias no Google Fotos. A ideia é ajudar os utilizadores a descobrirem...

Espera por Cyberpunk 2077? Streams só depois do lançamento!

Estando a apenas uma semana de distância, Cyberpunk 2077 já faz com que vários jogadores sintam aquele friozinho na barriga. Afinal de contas, este...

Nova personagem bombástica vai chegar ao Fortnite! Krat…

Apesar de já se encontrar no mercado há uma série de anos, Fortnite não parece querer desacelerar. Afinal de contas, depois da nova season...