A Apple cometeu um erro grave na produção do iPhone 12 mini



Como deve saber, a gama de smartphones iPhone 12 é um autêntico caso de sucesso comercial, no entanto, esta família Apple tem uma ovelha negra… O iPhone 12 mini! É que ao que tudo indica, a gigante Norte Americana cometeu um erro grave na produção deste aparelho, nomeadamente na quantidade de unidades inicialmente encomendadas.

Por isso, a Apple decidiu reduzir a produção do aparelho em cerca de 70% nos primeiros meses de 2021. Ou seja, estamos a falar de uma quebra de 20% na totalidade de iPhones produzidos.



A Apple cometeu um erro grave na produção do iPhone 12 mini

erro iPhone 12 mini

A Apple decidiu cortar na produção do iPhone 12 mini logo em 2020, e pelos vistos, vai voltar a cortar significativamente em 2021, depois do modelo ter falhado em ter um impacto significativo no mundo dos smartphones. É algo verdadeiramente estranho, visto que o mercado está constantemente a perder aparelhos compactos poderosos, mas que no final de contas, acabam por nunca se vender. Para ter noção, o iPhone 12 mini equivale a apenas 5% das vendas totais do iPhone 12 a nível global.

Por isso, a Apple está agora a pedir às parceiras para parar a produção de componentes para o ‘mini’, com outras peças a serem enviadas para as linhas de produção dos restantes modelos da gama.

Ainda assim, tudo indica que o iPhone 12 vai continuar a quebrar recordes nos próximos tempos, sendo o iPhone com maior sucesso comercial desde os iPhone 6 e 6S.

Curiosamente, além do corte na produção do iPhone 12 mini, a Apple decidiu também adiar a produção de dois novos MacBooks. Ou seja, a produção deveria começar em Maio, mas agora apenas irá começar na segunda metade do ano.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.



mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Em destaque

Leia também