5G vai afetar a meteorologia mas não da forma que pensa


Por em

As redes 5G trarão velocidades de download mais rápidas e várias oportunidades para ligar todos os tipos de dispositivos de formas nunca antes possíveis. No entanto, também podem representar problemas. Numa nova descoberta o 5G vai afetar a meteorologia!

5G vai afetar a meteorologia mas não da forma que pensa

O problema surge das próprias frequências usadas na tecnologia 5G que coincidem com a frequência com que as moléculas de vapor de água vibram na atmosfera. Atualmente, os satélites monitorizam essas pequenas vibrações e relatam as informações às agências meteorológicas que usam estes dados críticos para fornecer previsões meteorológicas mais precisas de três dias.

Estas vibrações específicas das moléculas de vapor de água ocorrem a uma frequência de cerca de 23,8 gigahertz, perigosamente próxima das frequências de 24 gigahertz utilizadas por algumas redes 5G. Com sinais aleatórios 5G a aparecerem nestas frequências, eles atuam efetivamente como ruído, impedindo os satélites de ler corretamente os dados climáticos e podem-nos levar a um estado de previsão do tempo que costumávamos ter nos anos 80, de acordo com o Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA). Os avisos são apoiados por vários especialistas em questões climáticas. Também dizem que as previsões de inundações, tempestades e furacões utilizam as mesmas informações. Assim, serão menos confiáveis.

5G vai

Do outro lado da “barreira”, temos o presidente da FCC, Ajit Pai. Afirmou numa carta em abril que a NASA e a NOAA, estavam a realizar “afirmações de última hora exageradas e não verificadas”.

Existe uma solução à vista? Neste momento, parece que a interferência 5G nestes comprimentos de onda será aleatória e bastante difícil, se não impossível, de filtrar.

“Estamos significativamente preocupados com a interferência nas previsões ou avisos meteorológicos”, afirmou Dan DePodwin, responsável de previsões do AccuWeather. A interferência no 5G pode ter impacto na “neve, tempestades, furacões, tornados em todos os tipos de avisos climáticos severos”.

Não é provável que o efeito seja imediato, mas vai piorar significativamente quando as redes 5G se tornarem mais densas num futuro não tão distante. Lembre-se de que isto vai afetar regiões onde as redes de 24GHz são implementadas. Entretanto as redes sub-6GHz que cobrem a maior parte do país provavelmente não causam essa interferência.

Leia também

Ou veja mais notícias de Especiais, Featured

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.