10nm ou 7nm? Não… A Intel vai apostar nos 22nm e 14nm

Parece que a gigantesca Intel não tem o tamanho suficiente para responder a toda a procura de produtos… Por isso, está na hora de continuar a apostar nas antigas linhas de produção com a de 22nm que já tinha data de enterro anunciada.

Como deve saber, a Intel tem tido problemas atrás de problemas nas suas linhas de produção de 14nm e 10nm. O que por sua vez, tem sido a origem dos muitos problemas que têm assolado a grande rival da AMD nos últimos tempos.



Afinal de contas, até gigantes como a HP e Dell já vieram a público dizer que estão seriamente descontentes com o serviço da Intel nos últimos meses, revendo as suas contas em baixa para o final de 2019.

10nm ou 7nm? Não… A Intel vai apostar nos 22nm e 14nm

Dito isto, a Intel até já lançou um pedido de desculpas público às várias parceiras no mundo dos PCs, por não conseguir responder a todos os pedidos atempadamente. O que claro está, tem obrigado várias fabricantes a olhar para o outro lado da estrada, a AMD.

Claro que segundo as últimas informações, a Intel até já pediu ajuda à Samsung e TSMC! Além disto, irá também manter as antigas linhas de produção ativas durante mais algum tempo.

AMD Intel

Portanto, a Intel anunciou oficialmente que o fim de vida do processador Pentium G3420 originalmente lançado em 2013 foi adiado, apenas uma semana depois do primeiro anúncio de descontinuação.

Assim, o ‘velhinho’ dual core irá continuar disponível para encomendas, e pelos vistos, todos os seus irmãos baseados no mesmo processo e arquitetura também vão ter uma segunda vida.

A Intel afirma que a razão para o regresso tem a ver com o planeamento da empresa… Contudo, é bem provável que esteja relacionado com as dificuldades dos 14nm!

O Pentium G3420 foi um processador relativamente interessante há 6 anos para builds super baratas. Mas passados 6/7 anos, está mais do que na hora da Intel apresentar uma nova arquitetura e processo de fabrico para este segmento de mercado.

Ao fim ao cabo, o processador é obviamente horrível nos dias que correm… Aliás, a memória mais rápida que consegue suportar são uns super rápidos DDR3-1600! Em suma, as coisas estão mesmo mal e estranhas para o lado da Intel.


10nm ou 7nm? Não… A Intel vai apostar nos 22nm e 14nm – Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário