As suas selfies são suficientes para lhe roubarem a identidade


shadow
Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on TumblrTweet about this on TwitterEmail this to someone

As selfies são mais do que uma moda, são praticamente a regra da interação com um smartphone actualmente. Todos tiramos selfies nas mais peculiares poses e locais, com ou sem interesse, com ou sem amigos. E, anualmente, há uma pose específica que está em voga. Em tempos recentes, é o sinal da paz ou V com o dedo indicador e médio. E este acto pode ser um erro grave.

É que com o aumento da qualidade das câmaras frontais dos smartphones, as imagens são cada vez mais detalhadas. Tão detalhadas que é possível extrair-se uma impressão digital a partir de uma selfie.

A partir daí podemos fazer praticamente tudo, desde falsificar documentos ou aceder a porções encriptadas de um smartphone.

A conclusão é de Isao Echizen que conseguiu extrair impressões digitais de indivíduos até três metros da câmara.

A equipa está a trabalhar em métodos anti roubo de impressões digitais, mas a advertência fica dada contra a exposição de impressões digitais em imagens, principalmente se distribuídas online.

Apenas alguns anos atrás, este não seria um problema, mas hoje em dia as impressões digitais são a autenticação por excelência de dispositivos móveis ou de equipamentos inteligentes na nossa habitação.

Uma vez comprometida a nossa impressão digital, esta não será facilmente alterada e permanecerá vulnerável, autorizando grande liberdade a quem estiver na sua posse.

O mesmo aviso fica para já feito em relação às retinas que também já possuem ampla utilização na autenticação.

Via

Autor

Marco Trigo
Marco Trigo

Fotógrafo e paixonado pela divulgação das novidades no mundo da fotografia e pela aprendizagem constante no contacto com novas tecnologias

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *