Connect with us

Reviews

Review: Onde os grandes filmes ganham vida, ensaio à LG OLED55E6V

Publicado a

Atrás do nome LG OLED55E6V, a LG esconde um dos televisores mais interessantes do mercado. A LG OLED55E6V inclui um avançado ecrã 4K capaz de suportar dois padrões HDR ( e Dolby Vision), com um nível de pretos de 0,0005 candelas. É praticamente preto absoluto, e tão preto quanto alguma vez vimos num ecrã comercial. Mas é igualmente luminosa, com brilho máximo de 540 candelas, pelo que poderemos esperar um excelente rácio de contraste. E para além de tudo isto, a LG OLED55E6Vnão se esqueceu de apps em quantidade para se tornar uma televisão bastante completa.

Design extra fino

Quão fina é a OLED55E6V? Inacreditavelmente fina.

Quão fina é a OLED55E6V? Inacreditavelmente fina.

O design é aquilo que a LG chama de ecrã sobre vidro. O painel OLED descansa sobre um painel de vidro que lhe confere rigidez enquanto acrescenta um toque extra de design. Juntos, LED e vidro possuem uma espessura de cerca de 1cm. A parte mais grossa do televisor encontra-se apenas na base, e é inacreditável a quantidade de funcionalidades que encontramos num equipamento de uma volumetria compacta como não é fácil descrever neste artigo.

A construção tem o óbvio efeito de criar um centro de gravidade extremamente baixo, e a base do televisor é relativamente leve e compacta em resultado. O televisor não cai, com uma boa amplitude de oscilação sem dificuldades em voltar à posição correcta (nenhum gato foi utilizado nesta experiência).

Ser fundamentalmente feita de vidro não significa que a LG OLED55E6V careça de detalhes. Pelo contrário, estão lá bastantes, mas contidos e discretos, como se nos quisessem dizer que o importante é o ecrã praticamente sem margens e o que lá vai surgir quando conectarmos o cabo HDMI. São detalhes como os padrões em diamante na traseira do OLED, ou a pintura azul metálica da pequena carenagem traseira onde se alojam as ligações e os circuitos. É como se a LG nos dissesse que a televisão está pronta para ser inserida numa parede, mas ficará muito bem no meio de uma sala de estar.

E falando de ligações, estão convenientemente concentradas na lateral traseira esquerda, onde encontramos uma quantidade generosa de opções, tais como três portas USB (uma 3.0) e quatro ligações HDMI. No painel traseiro propriamente dito, encontramos as ligações áudio de 3,5mm e entrada LAN, além das entradas coaxiais para antenas externas.

Funcionalidades atrás de funcionalidades

Uma televisão pode ser bem mais que um ecrã e poucas o provam tão bem quanto a LG OLED55E6V.

O Web OS 3.0 é um sistema operativo auto contido no qual encontramos praticamente todas as mais importantes apps de multimédia. E são boas. A diferença entre a app da Netflix na LG OLED55E6V e as que oferecem algumas operadoras é tão abismal que estas últimas estão a um fio de cabelo de cometer um crime puro e simples contra os consumidores.

Nem sequer precisamos estar constantemente a entrar na app, porque podemos guardar as nossas séries no separador My Contents, indo lá directamente doravante. Vale o mesmo para as restantes apps. Não falta o acesso ao Google Play e serviços de entretenimento que vão dos jogos ao audiovisual.

Dentro da caixa encontramos ainda dois telecomandos. Um mais simples para as funções básicas, e um comando inteligente que inclui um giroscópio com o qual podemos navegar facilmente pelo ecrã e pelas diversas apps instaladas.

Áudio surpreendente

A Soundbar é um sistema 2.2 de 40W e facilmente calibrável para a acústica da sala.

A Soundbar é um sistema 2.2 de 40W e facilmente calibrável para a acústica da sala.

O áudio da LG OLED55E6V está concentrado na barra logo abaixo do ecrã. É uma unidade de 40 Watts 2.2 e fica muito acima dos altifalantes tradicionais.

Em boa parte porque a LG OLED55E6V introduz um novo afinador áudio fascinante p

ela eficácia: basta apontar o comando ao ecrã e este passo permite analisar a acústica da sala.

A eficácia foi fácil de atestar. Sons de fundo pareciam vir de qualquer outro lado que não o ecrã, por exemplo. Também aqui a LG surpreende pela positiva.

Qualidade de imagem ao mais ínfimo pormenor

Pensamos sempre que já vimos uma excelente televisão até ao momento em que ligamos uma peça de tecnologia como a LG OLED55E6V.

A OLED55E6V promete níveis impressionantes de negro e luminosidade máxima. E cumpre.

A OLED55E6V promete níveis impressionantes de negro e luminosidade máxima. E cumpre.

Mais do que a qualidade expectável na reprodução de conteúdos em 4K de resolução indígena, como é o caso do serviço Netflix, a LG OLED55E6V surpreende pela capacidade em interpolar conteúdos de resolução substancialmente mais baixa. Revertendo para os conteúdos Netflix disponíveis para o público que não assinou o serviço 4K, o detalhe extra obtido é impressionante. A LG tem tanto contraste e gama tonal com que jogar que pormenores como cabelos ganham nova vida e tridimensionalidade.

De facto, a LG OLED65E6V tem um excelente modo 3D para o qual inclui dois pares de óculos na caixa, e faz todo o sentido abusar deste modo. No entanto, momentos houve no modo de visualização normal, em que pensamos ter passado para 3D.

São excelentes notícias para os nossos velhos DVD, mesmo que a tour de force da LG OLED55E6V seja o 4K de raiz. As texturas são sublimes. Olhamos para um cuspidor de fogo até quase sentirmos o calor e olharmos para as gradações de cor em cada chama ou as infinitas partículas de combustíve. Nos animais, os pêlos quase se podem contar, e isto com uma apreciável qualidade dos detalhes nas zonas escuras onde as televisões menos capazes falham mais depressa. De facto existem informações de imagem onde outros ecrãs nos fariam pensar no mais absoluto nada.

Os algoritmos de tratamento de imagem merecem aqui todo o louvor, conseguindo um excelente equilíbrio entre o esforço de incrementar os detalhes nas áreas em foco, e manter o desfocado do segundo plano. A separação entre ambos os planos resulta, assim, verdadeiramente vertiginosa. Os bons filmes, aqueles pensados para os visuais cativantes, têm aqui uma ferramenta sublime ao seu dispor.

Conclusão

Cada ponto positivo da LG OLED55E6V faz-se pagar até ao centavo, mas, ponto por ponto, esta acaba por ser uma televisão frugal.

Frugal porque oferece tudo o que hoje em dia podemos esperar de um televisor e muito mais, com um sistema operativo completo e adaptável que facilita em muito o acesso a conteúdos e serviços. Mas, ao o oferecer, a LG não se perde no acessório, nos pormenores estilísticos que nada diriam aos que procuram qualidade pura na imagem. Pelo contrário, transpira funcionalismo.

Naquilo que importa – na qualidade de imagem e som – a LG OLED55E6V é sublime. A vida nova que confere, mesmo a um banal DVD, não é nada menos que impressionante.Sentados no sofá de casa, a experiência supera a de uma sala de cinema vulgar. Claro que não é uma televisão para todos os bolsos. A LG tem dessas também.

À LG OLED55E6V não compete estar ao alcance de todos. É uma televisão de elite que mostra até onde a tecnologia audiovisual chegou e, isso, fá-lo de modo exemplar, mostrando bem aquilo de que a LG é capaz de fazer em tecnologia visual. Todo o pacote de software vem depois, para tornar a experiência multimédia uma das mais agradáveis, simples e satisfatórias que já experimentamos.

Com esta extraordinária combinação de funcionalidades, design elegante e minimalista, e qualidade de imagem potencialmente insuperável, a LG OLED55E6V é o tipo de televisão confirma uma LG no topo do mercado audiovisual. Para os fãs dos grandes visuais, a certeza é uma só: é em televisões como a LG OLED55E6V que os grandes filmes ganham vida.

 

Outras notícias de hoje:

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

PUB Banner ESET

Últimas Notícias

notch do Pixel 3 XL notch do Pixel 3 XL
Android2 horas atrás

Google Pixel 3 XL: Afinal risca-se muito ou não? Veja e descubra!

Se gosta dos telemóveis da Google e está no mercado à procura de um topo-de-gama, de certeza que gostava de...

Android2 horas atrás

Nokia X7 vai chegar aos mercados internacionais como Nokia 8.1

Como muitos dos nossos leitores devem saber, no início deste ano, a HMD Global lançou o Nokia X6 como um...

Android3 horas atrás

Huawei aproveita o ‘Hype’ do Mate 20 e confirma telemóvel dobrável 5G!

A Huawei acabou de lançar aquele que é provavelmente o telemóvel do ano, na forma do Mate 20 Pro, em...

Android4 horas atrás

Samsung prepara Galaxy com Snapdragon 710 para Janeiro

Embora a Samsung em território europeu não goste de utilizar chipsets concorrentes, recentemente equipou o câmara quádrupla Galaxy A9 com...

Android6 horas atrás

OnePlus 6 recebe OxygenOS open beta 5: Saiba o que muda!

Se tem um OnePlus 6 saiba que já pode instalar o OxygenOS open beta 5. No entanto, não esperem nada...

Especiais9 horas atrás

Oops!? Atualização de Outubro do Windows 10 tem outro problema!

A Microsoft tem passado a grande maioria do mês de Outubro, a tentar corrigir todos os problemas da sua última...

Jogos11 horas atrás

Jogos da PlayStation 5 poderão vir a utilizar os novos discos Blu-Ray XL

A PlayStation 5 vai ser a consola de nova geração da Sony, que irá substituir as atuais PS4 e PS4...

Especiais13 horas atrás

YouTube implementou um ‘Mini-Player’ para os Browsers Desktop

Parece que, FINALMENTE, quem costuma ver vídeos do YouTube no seu computador pode festejar! Pois, já pode reproduzir os vídeos...